Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe censurada!

rabiscado pela Gaffe, em 01.05.09
Abro o meu blog e deparo com um recadinho do photobucket que todo irritado declara a rapariga fantástica do meu SPA um tenebroso atentado à moral e aos bons costumes. É substituída por um letreiro indignado que afirma que ultrapassei o que é considerado decente.
Estou abismada. Não propriamente por ter sido apagada (foi facílimo corrigir o exagero maníaco do censor), mas porque acabo por concluir que deve andar à solta e disfarçada uma sinistra criatura que tem uma aversão patológica a tinas vintage, giríssimas, que uma rapariga pode encher de água, sais de banho, espuma e relaxadamente passar uma esponja pelas maminhas.
Posso admitir que o tapete não é dos melhores, mas a tina escapa a qualquer crítica e, se nos socorrermos dos novíssimos conceitos de design, até minimalista a podemos considerar, com algum esforço e montes de benevolência.
Como sou uma rapariga esperta, e neste momento estou toda nua, agarrada a um creme depilatório fantástico que só não me arranca as sobrancelhas porque estou com óculos de protecção laboratorial (e algodão entre as unhas dos pés que acabei de pintar de encarnado-puta, cor Verão de todos os anos) vou perdoar-me a ofensa que causei ao censor e convidá-lo a acompanhar-me nesta tarefa hercúlea que é esperar que o creme depilatório surta efeito e oferecer-lho depois para ele barrar a partes pudendas, se caso as encontrar debaixo do irrisório letreiro que as oculta segundo as mais elevadas normas da decência.
O que uma rapariga gira tem de aturar dava uma novela mexicana, mas de quarentena, pelas razões óbvias.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD