Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe e o Artic dream

rabiscado pela Gaffe, em 20.08.09
Para uma rapariga fútil como eu, Artic Sea significa apenas um romântico nome de navio, capaz de provocar inúmeras fantasias que descritas fariam corar eternamente a minha santa avó.
Saber que a tripulação era russa não ajuda em nada a minha compostura. Informarem-me que toda ela foi sequestrada provoca-me arrepios pouco recomendáveis.
Retiro sempre o refugo a estas coisas e acabo por imaginar o que convém: um bando de jovens friorentos, másculos, com barba de dois dias, altos e espadaúdos, inocentes, amedrontados, pálidos e carentes, que não dizem coisa que se perceba, desesperados por um carinho de um colo como o meu, inunda-me de felicidade (sejamos comedidas).
Por outro lado saber que há piratas, daqueles com colares de conchas, cabelos negros presos por fitas de veludo e fatos esfarrapados, muito Galliano (não interessa nada que a realidade não corresponda ao sonho) faz com que me apeteça navegar pelo mar dentro, mesmo com um carregamento de madeira, sem um pingo de sedução, às costas.
Uma rapariga fútil é assim. Levanta-se e sonha ser pirata de concha ao pescoço e ter toda uma tripulação de russos giros sequestrados na despensa.
O casco do navio pode ficar para os homens.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD