Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espia as marés

rabiscado pela Gaffe, em 24.05.12

Ryan Heavyside, assim se chama o fabuloso prodígio aqui fotografado.

Deixa de interessar quem o vestiu e fotografou, quando nos aparece tão bem enquadrado, de calças de alinhado branco e de casaco marinheiro com mistura de linho e seda, solto, largo, e amplo, de rebuços grandes onde podemos pousar as lágrimas de todas as nossas tristezas fingidas e oportunistas.

A nudez, ou a desejada, que se adivinha por baixo de todo este azul marítimo pode ser substituída por uma singlet básica.

Creio que o homem português não ousa sequer sonhar com a hipótese de navegar por estas águas límpidas.

É lamentável, parolo, provinciano, patego e mínimo, o modo como se observa de soslaio, com suspeito preconceito, nas ruas de qualquer cidade portuguesa, o homem que tenta ousar, mesmo de uma forma minimal, sentir a vida e o tempo que passa com a elegância que pode ser seu apanágio.

Ryan Heavyside poderia passar incólume nas ruas portuguesas, porque traz apenso o allure do forasteiro ou o do flaneur que sobrevoa as multidões pasmadas, mas seria imperdoável e estigmatizante para o nacional cinza corrector, outrora navegante, sentir o vento liberto das abas deste casaco marinheiro, no corpo liberto de um conterrâneo seu.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe enlouquece

rabiscado pela Gaffe, em 24.05.12

(Ellery Quixote - Lucid Fairyfloss & Gold - Limited Edition - Ellery Kym in collaboration with Graz Eyewear)

Ellery Kym chega-nos, a mim por envelope, já que consegue destruir num ápice o orçamento de uma rapariga pouco esperta, da Austrália Ocidental e tem vindo a somar sucessos logo depois da apresentação da sua etiqueta Ellery em 2007.

Aplaudida pelos insiders da indústria, é tu-cá-tu-lá com as celebridades de aquém e dalém tempo, como Madonna ou Lady Gaga (nada que especialmente a recomende), mas faz furor nas páginas da Vogue, Harper’s Bazaar ou Rush.

A parceria com a Eyewear Graz (dirigida por Graz Mulcahy, a força motriz da formação AM e dos óculos Ksubi) tornou possível a Kym concretizar a deslumbrante colecção de óculos de sol com edição absolutamente limitada, absolutamente restrita (logo aparentemente chic) a que pertencem estes preciosíssimos Quixote.

Elegantérrimos, do tipo olho de gato, são oferecidos numa única e deslumbrante cor quase translúcida, a Fairyfloss Luci, e, minhas caras, com hastes de ouro e lentes marrons, podem ter a certeza que, como na canção, os levarão para a praia só para chorar a pindérica penúria em que transformaram as vossas contas bancárias.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e os Preppy

rabiscado pela Gaffe, em 24.05.12

 (Gant)

Preppy é um termo surgido nos EUA e está apenso a uma tribo urbana, com características quase conservadoras, de fácil localização, porque pulula nos colégios particulares do nordeste dos USA (colégios-preparatórios). Os Preppy frequentam também as prestigiadas universidades do país e o termo envolve características sofisticadas, quer na área vocabular, quer na atitude, e principalmente no vestuário e num determinado estilo de vida.

A tribo é residual, ou mesmo inexistente, em Portugal, mas surge com relativa força sobretudo nas cidades europeias onde as tradições académicas e o prestígio do capital cultural adquiriram uma dimensão global.

É interessante verificar que a Gant dirige parte da sua desmesurada atenção para a satisfação deste aglomerado de jovens saídos da adolescência e com um poder económico substancial, mas ao contrário do habitual, oferece-lhes, neste momento, uma proposta demasiado colorida, pautada por amarelos solares, verdes alface, vermelhos sanguíneos e azuis estelares que contrasta com a tradicional paleta discreta e quase vintage, que lhes agrada sobremaneira.

A conjugação desta paleta com as formas de rigor clássico, poderá tornar-se um sucesso, dizem os entendidos, mas a tribo é adversa ao apelo cromático demasiado aberto e prefere a inovação que lhe não retira a imagem irrepreensível que os caracteriza. Acolhem, com muito mais entusiasmo, a renovação que passa, por exemplo, pelo trompe-l'oeil dos belíssimos sapatos da imagem, que Prada vai adaptar para um público mais adulto e arrojado, mas suspeitam da notoriedade histriónica da actual sugestão da Gant.

Nos colegiais meninos desta tribo urbana há apenas espaço para o arrojo da cor apenas quando está em causa a apreciação de um vinho.

 

(saddle shoes)

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD