Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe hesitante

rabiscado pela Gaffe, em 28.05.12

O tempo inconstante que se faz sentir, obriga a malabarismos e a hesitações pouco convenientes e de duvidoso gosto.

No entanto, a possibilidade de nos oferecermos um clássico é sempre uma das soluções mais interessantes e espicaça, quase fazendo emergir, o charme do espião mais sedutor do planeta.

A clássica gabardina de tecido leve, mas impermeável, conjugada com o corte impecável e minimalista das calças, que ousam um comprimento inusual, e com os magníficos sapatos em tons pastel, maravilhosamente picotados, emprestam a qualquer cavalheiro o charme discreto da burguesia e incutem-nos a esperança de termos encontrado um tempo certo.

Não hesitem. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e o tesouro naufragado

rabiscado pela Gaffe, em 28.05.12

 (PPQ bracelet)

Não é aconselhável a raparigas minúsculas e preocupadas com o facto de não constar na lista dos adereços da estação mais recente, porque esta fabulosa pulseira de resina grossa, para além de ser referenciada em 2011, é relativamente pesada e não convém partir um osso batendo com ela nos tornozelos.

É, no entanto, um acessório deslumbrante, que lembra tesouros afundados que a água aprisionou, fechando em transparências oceânicas jóias perdidas para sempre.

Um dos maiores fascínios de qualquer peça passa também pelo facto de nos despertar a capacidade de divagar e de nos perdermos nas imagéticas paisagens que nos povoam o sonho.

A peça de resina, pérolas e ouro, a prisão que sugere um quase naufrágio antigo e já esquecido, arrasta consigo a sombra de uma história quase dramática, trágica, de tão perfeita.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD