Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de lápis de cor

rabiscado pela Gaffe, em 05.06.12

(Gant, British GQ, Maio – 2012)

Respondendo à minha querida, altíssima e elegantíssima, Catarina, que me previne do perigo que corro transformando os meus homens em reproduções baratas de actores dos idos 40, propondo a visão mais berrante saída das mãos dos criativos da Gant.

Acredito que seja o deleite das urbes mais povoadas e com capacidade para absorver tanta cor (o Porto é tão cinzento!), mas aconselho vivamente a controlar, atenuando, ainda que ligeiramente, a paleta.

Creio ser igualmente arrojado o assumir de um certo allure vintage e a explosão juvenil e quase orgíaca de cores que, apesar de se manter no ninho dos cortes clássicos e de certa forma conservadores, vai causar o mesmo impacto e também deixar memória.

Falemos claro, minha querida, saídos de um filme negro dos anos 40 ou do laboratório de cores licenciosas da Gant, os homens merecem que constantemente os transformemos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe chapeleira

rabiscado pela Gaffe, em 05.06.12

Há imensos, nós sabemos.

No entanto, este acessório (ou adereço), dado o pouco uso que dele se faz, tornou-se um objecto obsoleto, quase condenado e anacrónico.

É, contudo, um objecto belíssimo e contribui para a imagem fleumática do homem que se quer irrepreensível e que assume a dificuldade extrema de tornar um chapéu o coadjuvante perfeito de um charme que resiste ao tempo.

Em qualquer estação, o chapéu é passível de criar um envolvimento apelativo e entrega ao portador a sombra de algum mistério, a minúscula gota de enigma, suficientes para despertar a vontade incontornável de descobrimos o que esconde.

Nem sempre a descoberta é razoável, mas a primeira impressão marca a diferença e, para uma rapariga esperta, os segredos desvendados deixam de se referir na agenda.

Não é aconselhável a jovens imaturos, que os usam como se fossem vasos de noite (diria a minha santa avó) e a homens mais largos do que altos, que se tornam uma espécie de cogumelos anões e, não raras vezes, indigestos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD