Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe prepara-se

rabiscado pela Gaffe, em 14.06.12

 

(Foto de Ari Seth Cohen)

- Ruth fez 100 anos a semana passada - conta o fotógrafo à equipa de reportagem do canal sueco State of Style.

É assim o quotidiano de Ari Seth Cohen, de 30 anos, natural de San Diego.

Ao contrário da maioria dos blogs de moda, que fotografam raparigas giras, leves, sensuais, jovens e frescas, Ari procura a sabedoria da maturidade das mulheres com mais de 70 anos, que se sentem confortáveis e confiantes naquilo em que se tornaram.

Envelhecer não nos obriga a deixar de ser activos, de ter estilo. Queria mostrar o outro lado do envelhecimento, explica Ari Seth Cohen na reportagem originada pela cobertura do seu novo livro Advanced Style, que reúne as imagens que publica no seu blog que hoje tem mais de 9000 seguidores.

Ouçamos o que Ari tem para dizer ao i:

Comecei o blog em 2008 e desde essa altura que os leitores me pediam que publicasse um livro com as fotografias. É a melhor maneira de transmitir a mensagem de que se pode envelhecer de forma graciosa. Não é difícil encontrar veteranas cheias de estilo, basta estar atento. O estilo é uma forma de criar uma conversa sobre a vitalidade.

Na era em que as mulheres tentam vestir números de crianças de 14 anos, em que o botox e as cirurgias plásticas não são novidade, Ari Seth Cohen rema contra a corrente. As suas mulheres não passam por Photoshop e não se apagam rugas nem manchas na pele. Não há excepções para ninguém.

Os media e as empresas estão convencidos que a juventude e a beleza vende, mas não percebem que as pessoas mais velhas são um mercado enorme, diz o autor ao i.

Tendo em conta que todas as raparigas, espertas ou não, vão sentir o avanço inexorável do tempo, o ideal é prepararmo-nos afincadamente para nos tornarmos sérias merecedoras do olhar fantástico de Ari Seth Cohen.

Quando crescer muito quero ser vista por um rapagão igual a este.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe na Índia

rabiscado pela Gaffe, em 14.06.12

 

Envolvida por ambientes exóticos e longínquos, não resisto, saída da fragilidade etérea e quotidiana da busca da imperfeição japonesa, a voltar o sonho para a Índia, Rajasthan, Jaipur no século XIX, e colocar no pulso uma das extraordinárias pulseiras com o confronto de cabeças Makara (Karas).

Ouro, diamantes e uma cristalina inserção na técnica Kundan, de esmalte policromático (minakari), tornam estas jóias as antepassadas do exotismo refinado, absolutamente sofisticado, apurado, culto e requintado de Yves Saint Laurent dos anos cinquenta.

Uma Viagem à Índia é sempre repleta de genialidade.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e as imperfeições de Sopi Su

rabiscado pela Gaffe, em 14.06.12
,
.

 

A inspiração veio a partir de Sei Shonagon, dama da corte imperial de há mil anos e autora de O Livro de Cabeceira, uma obra da literatura clássica japonesa, um elegante e refinado diário feito com engenho e inteligência que, tal como outros diários do mesmo tipo (este não era o único existente), era guardado dentro da gaveta de um travesseiro de madeira, sobre o qual a autora encostava sua cabeça durante a noite.

 Este belíssimo e frágil projecto de Sopi Su é baseado na observação de imperfeições da vida quotidiana, e cada uma das palavras ou das frases são cortadas a laser de cartão.

Um desfolhar que se recomenda.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD