Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe descalça

rabiscado pela Gaffe, em 13.02.13

 

Porque é sempre bom saberem onde enfiam os pés.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe regressa à base

rabiscado pela Gaffe, em 13.02.13

Esvoaçam folhas e pauzinhos. Rodopiam esbaforidas as sebes pelo ar. Abrem-se vendavais no pátio levantando pedras. Correm galinhas depenadas a cacarejar histéricas. Os cães ao longe uivam doridos adivinhando perigo e as portas batem assoladas. Desarranjam-se as simetrias de jardim e as águas turvam-se confusas ensandecendo os peixes que se afogam. Enlouquecem as nuvens, remoinhos, tufões e corrupios, roda-viva, ciclones e tornados, torvelinhos.

Atira a ruiva multidão de caracóis para trás. Sopra naquele que teima em resistir. Perfume a vaguear pelos espaços. Bâton esboroado. Dior esfarrapado. Carteira pelo ar. Pernas trancadas por tacões agulha e olhos cobertos por negros óculos, verdes.

Quero álcool! Quero qualquer coisa que mate para beber!

Inclina-se a ruiva e desaba no sofá. Pé nu, sapato projectado no corredor imenso.

Perdi-me. Apanhei com um camionista a buzinar atrás de mim. Demorei quatro horas a chegar aqui aos solavancos. Parei numa tasca e fui quase engolida por um homem de bigode. Não faço xixi porque tenho medo de ser atacada por esquilos ou desaparecer num buraco qualquer de um café de esquina. Há árvores por todo o lado. Não há semáforos nem sinalética! As couves batem no tejadilho do carro e aquelas coisas das hortas estão vivas. Fui perseguida por uma galinha aos gritos e acabei de calcar bosta de vaca!

Tragam-me álcool ou cravo-vos o tacão que me resta no meio das vossas pernas.

 

Acabo de chegar à terra onde nasci!

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD