Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe cinéfila

rabiscado pela Gaffe, em 28.02.13

A Gaffe não é grande cinéfila, mas a actriz e realizadora Nadine Labaki é um caso singular na cultura libanesa, conseguindo logo na estreia atrás das câmaras um assinalável sucesso internacional.

E Agora, Onde Vamos? É uma comovente história da determinação de um grupo de mulheres para proteger a sua comunidade isolada e cercada pelas forças invasoras e divisionistas que a estão a tentar destruir do interior, num país dividido pela Guerra e pela religião.

Unidas por uma causa comum, estas mulheres urdem planos extraordinários, que roçam muitas vezes a tragicomédia, para distrair os homens e atenuar qualquer sinal de tensão de origem religiosa.
Uma série de caóticos incidentes testa o engenho das mulheres à medida que vão conseguindo, de forma corajosa, adiar com sucesso as repercussões do distante conflito.

Uma aproximação da realizadora (inevitável, dizem os conhecedores) às questões religiosas e políticas, embora com um suave véu de comedia dramática e um travo inesperado a musical que encontra no caminho uma linguagem poética de simplicidade luminosa.

Uma obra belíssima, largamente premiada, que dá vontade de recomendar aos homens que não imaginam que ser mulher pode significar ser guerreira, mesmo com as mãos armadas somente com pedaços de pão e de haxixe.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe nas noites de quedas

rabiscado pela Gaffe, em 28.02.13

Não vou maçar ninguém com comentários relacionados com a noite dos Óscares. Há milhões de blogs que o fazem bem melhor do que eu. Sou uma provinciana invejosa que pensa que replicar mulheres anos-luz mais produzidas do que as quotidianas, banais e atarracadas de trabalho, é uma canseira e uma falta de respeito quase tão gigantesco como os decotes da Gala TVI.

Há no entanto uma fotografia que não quero deixar passar incólume e que prova que não se ganha um Óscar à toa. Trata-se da celebérrima foto da queda de Jennifer Lawerence, melhor atriz no O lado bom da vida.

Quem cai assim, não tropeça.

Um sumptuoso, elegante, deslumbrante, publicitário, sedutor e extraordinariamente bem vestido tombo, é, só por si, digno de ser premiado e permite incluir trocadilhos interessantes no discurso.

Não cai assim quem quer. Cai quem pode e sobretudo quem está a usar um vestido absolutamente arrasador que, durante a queda certa, permite ser atravessado pela luminosidade levemente colorida dos focos nas escadas.

Um momento colossal.   

A última vez que caí, foi no casamento da minha prima. A rapariga exigiu uma cerimónia comme il faut (o marido é um maganta do café) e todos os respeitáveis convidados pareciam ter saído dos armários dos grandes costureiros actuais (e alguns, de outros móveis mais ambíguos). Toda Armani Couture deslizo pelo  atapetado corredor principal e, quase a chegar ao lugar que me tinham destinado (tinham planeado até as idas ao WC), encravo o vertiginoso tacão dos meus Jimmy Choo (caríssimos e feios – sei-o agora) numa dobra mal projectada do tapete e vou por ali fora, disparada a esbracejar, pernas trocadas, tortas, deagraçadas, vestido num trambolho a voltear como um pássaro pedrado, sapato arremessado a aterrar nas orquídeas e caracóis domados pelo Miguel durante à tarde inteira, a incendiar o espaço reservado à alvura do toucado da noiva. Desabei aos pés do padre, logo depois de lhe ter tentado arrancar a batina rendada com as minhas  aflitas e pobres garras já partidas.

Uma miséria que me levou a cortar relações com o café da prima e a abençoar a hora em que recusei o conselho de não usar lingerie debaixo de um vestido apertado no rabinho.

Por isso, sei que cair como o faz  Jennifer Lawerence é como produzir uma obra-prima. Exige experiência, trabalho, dedicação, muitas tentativas, resistência à frustração, e sobretudo talento. Tudo o que não tenho.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD