Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe e uma canção

rabiscado pela Gaffe, em 09.04.13

(foto - Tommy Ton)

Um trench coat é sempre uma invocação subtil de Casablanca. A memória da obra-prima repleta de conflitos e de equívocos, que começam na selecção dos protagonistas (escolhas secundárias), não findando na recriação de cenários duvidosos, impregna uma peça que entregou uma marca indelével a Bogart e ajudou a tornar Bergman uma das mais divididas e angustiadas personagens do cinema.

É sempre um trench coat que acaba por povoar de enigmas e de voláteis mistérios a mulher que o usa, porque se apossa dos elementos masculinos impressos no trespasse (que oculta), no volume cintado (que esconde) e na sedução que é transportada pela névoa densa de uma fuga do amor no meio da guerra.

Aliar estas inconscientes invocações à renovação da cor e acrescento de detalhes magníficos (como, neste caso, o dos acabamentos das costuras), faz com que se reconheça que a kiss is still a kiss, e que, mesmo que o tempo passe, teremos sempre Paris todos os dias.      

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD