Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe sugere

rabiscado pela Gaffe, em 28.11.13

If you can’t beat them dress better than them.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e o "dress code"

rabiscado pela Gaffe, em 28.11.13
.

A camisola de malha grossa de Natal do meu avô era vermelha com uma barra larga branca no peito por onde saltitavam renas cor de camurça de guizos minúsculos ao pescoço, bonecos de neve com sorrisos de lã perto de dezenas de árvores de Natal repletas de pequenos pompons coloridos e de estrelas verdes que emolduravam o friso. Tinha flocos de neve espalhados por todo o lado.

O meu avô usou-a durante décadas na véspera e no dia de Natal, perante a discreta reprovação da minha avó negada pelo olhar e sorriso doce com que o brindava mal o sentia distraído.

A camisola era inevitável como o presépio, como as velas, as coroas de azevinho ou o pinheiro que coroávamos sempre à meia-noite.

A camisola do meu avô fez parte do Natal da minha família durante toda a minha vida. Era tão inevitável como um cântico ou como os laços nos presentes. Era tão esperada como a visita do Pai Natal ou como o fogo na lareira ou como aquela noite sempre gelada no Douro ou como a imensurável felicidade do desembrulhar dos presentes.

Sentado à cabeceira da mesa natalícia o me avô tornava-se o maestro do Natal e nada, absolutamente nada, me oferecia tanta segurança, tanta certeza, tanta amenidade e bonomia, tanta felicidade e paz do que ver as renas a engordarem à medida que os Natais passavam.

Este Natal o meu avô não vai poder usar a sua camisola.

Sou a neta mais velha.

Neste Natal o meu mais querido presente, chegado nas mãos da minha avó, vai ser a velha camisola vermelha de lã grossa com uma barra branca e enfeitada.

Neste Natal vou usar a camisola do meu avô e todos os meus Natais futuros terão a velha camisola a orquestrar a ceia. Serei a maestrina da saudade.

Queria tanto que neste Natal, por todas as avenidas deste mundo, passassem cachecóis de malha grossa, vermelhos com cristais de gelo, camisolas e gorros com pompons e estrelas e flocos espalhados, luvas vermelhas com pelinho branco, casacos com renas estampadas e árvores de Natal em todas as bainhas e brilhos verdes de azevinho entretecidos nos fios e nos laços que prendem os cabelos!

Nenhuma guerra teria continuidade, nenhuma batalha se iniciaria, nenhuma questiúncula poderia resistir se as ruas se enchessem de camisolas de Natal como a do meu avô.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD