Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe nos saldos

rabiscado pela Gaffe, em 15.01.14

A Gaffe compreende que o comércio esteja a atravessar momentos aflitivos e que se veja obrigado a recorrer a estratégias inovadoras, embora desesperadas, para atrair clientes, mas a Gaffe acredita que não é necessário, de todo, chegar a este ponto.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe de Filomena Cautela

rabiscado pela Gaffe, em 15.01.14

Tenho imensas saudades do diário Câmara Clara, dos jornalistas Inês Fonseca Santos, mesmo escorrida, Luís Caetano, mesmo bamboleante, e Paula Moura Pinheiro, mesmo luzidia. Do programa já aqui falei e parece-me aborrecido voltar ao assunto.

Tenho AgOra a actriz Filomena Cautela.

Acontece que há actores que não conseguem sobreviver sem um bom encenador. Filomena Cautela é um desses casos. Todos os gestos se repetem, tudo é previsível, o estender de mãos é repisado, o modo de oferecer produto é mais que duplo, os apertados gestos reeditados e o teleponto adivinhado ao longe. A actriz, com uma modelação vocal publicitária, faz um esforço inútil com uma simpatia de cordel, pouco persuasiva, para mostrar o que não a convence, o que não conhece de forma segura, mas que tem de ler no monitor. Há dias em que se aproxima de uma fraca e constrangida operadora de televendas.

Sinto falta de Inês Fonseca Santos e de luís Caetano. São dois jornalistas competentes que se mostravam claramente conhecedores daquilo que anunciavam e promoviam.

Diz-se por aí que cada macaco deve permanecer no seu galho. Filomena Cautela não sabe sequer usar estas lianas.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD