Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe faz anos!

rabiscado pela Gaffe, em 27.04.14

A minha mãe olha-me e preenche-me de azul. O meu pai coloca-me a mão no ombro e fica com os olhos a brilhar com água. A minha irmã beija-me com sabor a fruta. O meu irmão aperta-me com um abraço forte como uma árvore gigante e a minha avó conta-me lendas idiotas com pronúncia estranha.

Fico com dor de garganta só por tentar esmagar as lágrimas.

Encolho os ombros e digo baixinho:

- Hoje faço anos! 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e um Soneto

rabiscado pela Gaffe, em 27.04.14

Soneto do amor e da morte

quando eu morrer murmura esta canção
que escrevo para ti. quando eu morrer
fica junto de mim, não queiras ver
as aves pardas do anoitecer
a revoar na minha solidão.

quando eu morrer segura a minha mão,
põe os olhos nos meus se puder ser,
se inda neles a luz esmorecer,
e diz do nosso amor como se não

tivesse de acabar, sempre a doer,
sempre a doer de tanta perfeição
que ao deixar de bater-me o coração
fique por nós o teu inda a bater,
quando eu morrer segura a minha mão.

Vasco Graça Moura - Antologia dos sessenta anos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD