Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe no Mundial

rabiscado pela Gaffe, em 16.06.14

Não há como negar que o futebol possui alguns dos atletas mais atraentes do mundo.

Com corpos musculados, maciços e robustos preenchem os olhos das raparigas espertas que nas próximas cinco semanas não vão escapar à febre que as cerca.

Embora desconhecendo por completo as regras que definem o jogo e se estando francamente a borrifar para os resultados finais, a Gaffe escolhe os três maiores motivos para perder tempo com chuteiras.

 Claudio Marchisio - Itália e Juventus

A imprensa italiana chama-lhe "Il Principino" (O Pequeno Príncipe). Amado pelas mulheres que se rendem aos seus olhos azuis depois de prestarem a maior e a melhor das atenções às cuecas Dolce & Gabbana que o menino anuncia.

 Olivier Giroud - França e Arsenal

Os olhos azul-bebé conseguem milagres! Este francês gosta de esbater os limites de um desporto ligeiramente machista e recentemente apareceu sem camisa na capa da revista gay francesa Tetu. Agradecidos e agradecidas.

 Luis Suárez - Uruguay e Liverpool

Suárez este ano marcou 31 golos para o Liverpool! Um belíssimo animal de perigosidade iminente. Impedido de jogar a semifinal no Campeonato do Mundo de 2010, foi suspenso duas vezes por morder os adversários.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe maravilhada

rabiscado pela Gaffe, em 16.06.14

Teresa Martins, bióloga de formação, é talvez a mais inteligente e deslumbrante criadora portuguesa e simultaneamente a que nos prova que um país não necessita de bandeiras na lapela para se impor com convicção no universo da criatividade global.

Todas as colecções que a designer nos mostra e que já referi algures, são o apuramento de elevada sofisticação da raiz cultural de povos que foram visitados pelos seus traços fluidos.

Sobreposições de texturas, de volumes, de cores, de pormenores, de pesos e de cortes por vezes assimétricos, por vezes discordantes, produzem peças susceptíveis de se misturarem sem qualquer perda de personalidade. Um cross-over quase intuitivo, quase instintivo.

Nada é deixado ao acaso. Teresa Martins percorre o caminho que vai desde a mais bucólica paisagem portuguesa à elegância sofisticada de universos longínquos, passando pelo apelo telúrico que marca nomeadamente a sua imagem de África, embora seja constante em todo o seu percurso.

A extraordinária beleza dos tecidos que se misturam de forma cuidada e dir-se-ia inevitável, coadjuva a perfeita escolha de acessórios que pesam sem ter peso na imagem total de uma mulher sem idade em que a mais absoluta elegância se cruza com o conforto e com a feminilidade conseguindo entregar à mulher a marca, a personalidade e a presença e da liberdade com raiz num prefeito conhecimento de si própria.

Teresa Martins é sem sombra de dúvida uma aventura apaixonante.

ver mais )

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD