Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe blogada

rabiscado pela Gaffe, em 24.10.14

É um dos blogs mais inteligentes que persigo!

meu menino tem uma capacidade de jogar com todas as potencialidades semânticas da palavra que nos deixa perplexos e continuamente seduzidos.

O lúdico irónico e sarcástico, um labirinto de significantes que nos acotovela, um empurrão crítico e mordaz, um apetecer que não nos vicia. Bloga-nos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe sonolenta

rabiscado pela Gaffe, em 24.10.14

9.JPG

A Gaffe tem os braços sonolentos.

Gostava que chovesse. A chuva é exigente. Fácil de abraçar, mas difícil de aquecer dentro do abraço.

Depois a Gaffe gostava que surgisse o silêncio. A ténue teia do silêncio, como se nos braços  houvesse uma saudade a proteger do tempo. Ou de um segredo. Os segredos são traços de carvão no chão das ruas. As águas da memória alteram o formato, diluem o rigor com que os riscaram.

Distorcem o guardado.

A Gaffe pensa que proteger um segredo é como ter saudades. Sabemos das almas que os provocaram, segredo e saudades, mas perdemos nas chuvas dos braços o rosto dos donos.

A Gaffe, de braços sonolentos, mascara-se de nuvem.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD