Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe entediada

rabiscado pela Gaffe, em 25.10.14

.De que nos serve a eternidade numa tarde solarenga de Sábado?

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe da BT

rabiscado pela Gaffe, em 25.10.14

292715_526485607380606_43711416_n.jpgO homem a baloiçar no cume da sua autoridade. Primeiro os dedos dos pés, depois o calcanhar. No balanço, move a anca, com extrema subtileza. Para a frente, quase deixando entrar pela janela o bastão visível, para trás, fazendo deslizar o pau de encontro à coxa de embondeiro. 


Fomos mandadas parar por uma Brigada de Trânsito. A aproximação de um dos gigantes é esperada pela minha irmã que retira repleta de enfado a documentação do porta-luvas.

As botas do homem massacram a berma da estrada e somos feridas pela doçura inesperada da sua voz maior.
Emoldurado pela janela do carro, tenho o centro do corpo bravíssimo do Polícia! Como se eu fosse realizadora de fitas tolas e com os dedos mimasse o rectângulo do plano frontal das ancas do homem para depois o roer nas entranhas da máquina, tenho na dianteira a peça autoritária pregada à janela. 
- Uma palavra tua! Um gesto teu, mínimo que seja, e vão ter graves dificuldades em apanhar-te os membros. – Ameaça a minha irmã, depois de observar o mesmo que eu. 
No meio das pernas grossas, poderosas, no cimo das coxas graves e potentes recortadas pelo rectângulo mal feito da janela, dentro de sarja cinzenta que parece rebentar a todo o instante, é visível, primorosamente desenhado, o sexo do homem, preso por boxers justos, pois que se decifram as cicatrizes do fim da peça elástica, nos inícios das coxas.
Não parece contente por nos ver.
- Em breve terá de levar o carro à revisão. – Recomenda o bastão. 
A minha irmã prende a madeixa de cabelo atrás da orelha e sorri. A mão esquerda cravada no volante e a direita a apertar-me, a massacrar-me os músculos a sufocar-me, a esmagar-me, a triturar-me a carne. 
- A senhora sabe que não deve conduzir com esses saltos? – Continua, depois de ter enfiado a cabeça taurina no espaço que subitamente aperta. 
- Claro! – Responde a minha irmã, atarantada, atabalhoada, aturdida, atazanada e é neste momento que tudo se ilumina: 
– Claro! que tonta que fui! Eu normalmente uso pénis… Ténis! TÉNIS!

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD