Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe matinal

rabiscado pela Gaffe, em 13.11.15

Café da manhã.jpg

Às vezes, os incêndios da floresta da Amazónia, a lava incontrolável do Tungurahua e todos os abrasados cataclismos do planeta, são pequenas réstias de memória no café quente de uma manhã que ficou esquecida nos lençóis da véspera.

 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe agente dupla

rabiscado pela Gaffe, em 13.11.15

foto5.jpg

O que separa, ao primeiro olhar, uma criatura angelical, ingénua, colegial, simpática e benévola, capaz de um voluntariado qualquer, repleto de boas intenções e de sacos de hipermercado, de uma cabra altiva, implacável, carniceira, dominadora, insensível e obstinada?

Num primeiro olhar - que, digam o que disserem, conta muito mais do que se pode imaginar - afirmaria, sem hesitar, os sapatos.

 

Evidentemente que há criaturas medonhas com laçarotes rasos nos pés e santas de salto alto, mas a experiência indica que o contrário é mais usual.

Não é, de modo nenhum, confortável andarmos a calcorrear os becos e as esquinas, com agulhas abissais e abismais nos pés, à procura de quem, normalmente, passa bem sem a nossa insistente caridadezinha e, pelo contrário, não há na Empresa ninguém que nos obedeça se tivermos calçados umas sabrinas amorosamente laçadas.

É escandaloso e triste, mas não podemos negar a evidência.

 

Os homens que iludidos pensam deter algum poder que nos supera, receiam as mulheres que são capazes de fenomenais equilíbrios, seja em que matéria for e ignoram ou, no máximo, sorriem condescendentes, perante a menina que lhes apresenta os dossiers completos e estudadíssimos das futuras aldeias olímpicas, com laços fofinhos a abanar nas extremidades inferiores.

 

Os homens, todas as raparigas espertas o sabem, são previsíveis.

 

Portanto, minhas queridas, deixem-se de tontices e usem estratégias inteligentes de compensação. Não insistam heroicamente no que sabem que não vai resultar perante a mente estereotipada do poder masculino. Usem os dados que eles viciam. Usem-nos a vosso favor.

Se querem ser obedecidas, tornem-se fisicamente maiores do que eles, cresçam com a ajuda de doze centímetros de Louboutin e façam como o cavalo do cortejo: passem, borrem o que há para borrar e sejam aplaudidas.

Se querem o ursinho de peluche com coleira de diamantes que vos servirá de pulseira, lacem os sapatinhos e saltitem.

Posso não ser feminista, minhas caras, mas a verdade - a de alguns deles - usa sempre saltos altos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD