Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe arquitectónica

rabiscado pela Gaffe, em 13.05.16


luz.jpg- Mas não seria mais eficaz processar a Câmara?!

 

A minha irmã irrita-se rompendo pelo corredor esquecendo por completo a inscrição milenar sobre o trono azteca:

 

O que não ouvir o coração do povo, terá a cabeça mirrada e a coroa vendar-lhe-á os olhos*

 

O projecto reprovado inclui uma garagem subterrânea cujo acesso terá de ser feito por túnel milimetricamente estudado e já visível na aplicação informática do jovem que se supõe encaixado nas garras proletárias do trânsito a ensaiar a debandada de fim-de-semana.

 

Liga-se o MAC. Piscam os botões reanimados, toca-se no ficheiro errado e no monitor surge a LUZ.

 

A Luz é uma menina cuja indumentária se resume a uma peruca platinada oitocentista encimada por um chapéu de cowboy e a uns vertiginosos sapatos pretos de verniz. Está pousada no asfalto com uma belíssima paisagem urbana como pano de fundo. Suspeito que a posição da miúda não é a mais confortável. Apesar de sentada, o equilíbrio afigura-se precário tendo em conta o sorriso alarve, o peso das descomunais mamocas e o ângulo de abertura das pernas que parece roçar os 180º.

 

A minha irmã, absolutamente imóvel, de olhos cravados na surpreendente figura, espera calada que desapareça a colorida senhora. A rapariga continua sentada, esbardajada, escancarada, esbardalhada, a sorrir no monitor idiota e absolutamente irresponsável.

 

 

Creio que o único túnel que vamos ver hoje é o desta Marquesa - tento arejar o ambiente.

 

Levanta-se a minha irmã. Sorri, oferece um chá de camomila ao pasmado e embaraçado cavalheiro e num esvoaçante golpe de asa murmura-me ao ouvido:

- Quero morto o responsável por esta humilhação. Se possível asfixiado nas mamas da senhora. Não admito faltas de gosto ...

... Achas que os sapatos fazem pendant com a peruca?

É tão raro ver a minha irmã a rir!

 

*Mentira! Inventei agora.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe revolucionária

rabiscado pela Gaffe, em 13.05.16

Há momentos em que é necessário espatifar os raminhos de alfazema, escacar os bibelots Limoge, brutalizar as fotos de gatinhos, escancarar os cofrezinhos de recordações de infância, espancar os lacinhos que decoram e fecham os diários com rendas e berloques nas palavras, despedaçar as frases com sabor a cançoneta de ninar e arrancar à vida o que é já nosso, mas que nos escapa pelas frinchas.

 

Mas façamo-lo com glamour.

 

Em todas as batalhas, os vencedores são os que jamais se esquecem de cortar as cabeças parecendo que as coroam.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD