Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe auditiva

rabiscado pela Gaffe, em 30.06.16

huston.jpg

Todas nós sabemos que os homens só conseguem ouvir bem uma mulher se ela estiver do outro lado de uma linha erótica. Não podemos nunca confiar na disponibilidade auditiva dos machos em relação ao nosso entulho, por mais pequeno que seja. Os homens não nos ouvem e raros são os que conseguem fingir bem que o fazem. Acabamos, também por isso, a concluir que não temos sexto sentido, são eles que não sabem mentir.

 

Somos obrigadas a desconfiar que, após milhões de anos de evolução, o homem ainda não possui o sentido de audição estabilizado e em perfeito estado de funcionamento - há imensos problemas na canalização, - ou ainda não encontrou resposta a uma das nossas maiores dúvidas existenciais:

 

Achas que estou gorda?


O certo, é bem verdade, é que não podemos exigir muito de uma criatura que consegue discutir uma relação inteira com apenas uma pergunta que nós, mulheres, gostamos de fazer de conta que não ouvimos, porque apesar de tudo, custa-nos imenso mentir:

 

Foi bom para ti também?

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e as temperaturas

rabiscado pela Gaffe, em 30.06.16

Susan Abraham.jpg

O sol aberto, o calor que não suporto, as fitas mortas das palavras que não ouço, o ardor que sinto na pele, o barulho dos risos solares que ainda ecoam nos ouvidos, a confusa lembrança de corpos em corrida, os cães que ladram, os gatos que miam, os meninos a correr e as meninas a saltar, os carros e as buzinas, os patins e as purpurinas, bicicletas e triciclos, os petizes a chorar, as senhoras a cantar com maridos a berrar.  


Eu começo lentamente a desabar. 

 

O calor excessivo é um dos maiores inimigos dos homens.
Obriga uma mulher elegantérrima a esbardalhar-se escaldante nos sofás, de lingerie exígua, mas fá-la desejar colocar a palhinha apenas no refresco.

 

Na foto - Susan Abraham, 1956

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe inquisidora

rabiscado pela Gaffe, em 30.06.16

511.jpg

Por motivos vários, que não considero pertinente referir, fiz esvoaçar os olhos por um daqueles inquéritos patetas que surgem como norma nas publicações mais tontas que atiram jornalistas às feras da inteligência de algumas das vítimas.


Por entre a colecção inevitável de banalidades trabalhadas pelo humor ou desfeitas pelo tédio, encontrei uma que obriguei o rapagão a preencher. O conjunto das respostas é um pequeno zircão - estamos comedidas - no meio dos estilhaços de vidro fosco.

- Uma pessoa especial:
- A que sou, dentro dos teus olhos.
- Um objecto:
- O meu anel nos teus dedos.
- Uma ou mais marcas:
- As que deixas no meu ombro.
- Uma viagem:
- Em redor do teu corpo, com archotes.
- Um animal:
- Eu, depois de ti.
- Um livro:
- O que escrevo nos teus olhos.
- Um local especial:
- O teu silêncio.
- Um herói de infância:
- Aquele em que me torno quando tu sorris.

 

Em casos destes, uma rapariga esperta não hesita um segundo em passar por cor-de-rosa.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD