Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe numa correria

rabiscado pela Gaffe, em 04.11.16

Simone D’Aillencourt por Henry Clarke, 1957.jpg

Registem, raparigas:

O modo mais eficaz de sermos apanhadas por aqueles que desesperadamente desejamos, é parecer que desatamos a fugir.

 

Na foto - Simone D’Aillencourt por Henry Clarke, 1957

 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe nos campos de batalha

rabiscado pela Gaffe, em 04.11.16

O amor é o único lugar onde é permitido roubar ou mesmo violar quase todos os outros Mandamentos. Há sempre a possibilidade de vencer o rival ou a rival desde que saibamos que, em última instância, é permitido arrancar olhos e pontapear miudezas.

 

Não acredito que uma mulher possa perder, sem dar luta renhida - e mesmo que a saibamos de antemão perdida, - o que pensa ser o amor da sua vida, mesmo se o rapaz em causa se incline para lugares nunca dantes navegados, embarcando com um matulão de bigode e barba rija. Não acredito que se possa desistir, chorando baba e ranho, entregando a moça dos nossos sonhos a uma loira luxuriante saída de um panfleto das Marés Vivas. Nas outras situações, ditas mais banais ou mais normais, a guerra é similar, embora mais fácil de travar.


Há, contudo uma excepção: o Outro está morto.


A Morte transforma a vida em Destino. Contra isso todas as armas tombam num Alcácer-Quibir mais que previsto.

Saber o Outro da Morte impede que lutemos contra a Vida.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD