Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe erótica

rabiscado pela Gaffe, em 09.12.16

178.jpgTroco agradibliíssimas, embora breves, impressões com um novo amigo - que teve a gentileza de ouvir esta exigente rapariga no que concerne ao assunto -, acerca do pretenso erotismo que se escreve.

O que parcamente foi dito torna de aço o que sobre o tema tinha como certo.

 

O erotismo é também, e sobretudo, a inteligente insinuação do que no inconsciente nos é comum. Talvez por isso, raramente esteja ligado a imagens estereotipadas. O estereótipo é uma das mais básicas formas de comunicação e apenas exige a inteligência da síntese mais básica e a abrangência do banal. Para que exista erotismo, é preciso que o pensamento esteja presente, não como força redutora ou generalizante, mas como elemento capaz de tornar único e individual, mesmo subjectivo, aquilo que existe numa imagem arquetípica.

 

De contrário é apenas um soco no escuro que de tão fácil, falha sempre o alvo. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe trollitada

rabiscado pela Gaffe, em 09.12.16

 

A Gaffe é inócua e absolutamente asséptica. Todas as suas frases não são dignas de figurar nos anais das histórias da carochinha. São apenas uma forma de uma rapariga esperta se divertir nos espaços que lhe são dados para repouso.

 

Não é de todo razoável vir alguém esbardalhar-se neste cantito inofensivo, desatando à estalada ou comentando e dimensionando o ego de quem jamais conhecerá.  Um ego não é mensurável e muito menos comparável. Não é o pirilau dos meninos.

Não é também amoroso o troll que decide tentar alfinetar esta pobre rapariguinha disparando coisinhas, uns nadinhas, uns pechisbeques pontiaguados, do buraquito onde se vai criando bolor, tentando atingir a vida privada, a profissão, as características, as idiossincracias, as opções, o estatuto e as migalhas que se convence que é capaz de roubar. 

 

Um troll passível de se incluir numa destas duas vertentes é de difícil controlo, como é sobejamente sabido, mas costuma atacar os blogs de referência, utilizando-lhes a notoriedade e, por estes caminhos ínvios, clamando a atenção para a sua própria lura. A Gaffe estava portanto posta em sossego, não suspeitando que poderia ser beliscada e mordiscada por um deles, lá dos fundos da estrumeira. É evidente que ficou impressionada. Ter um troll destes já digno de notificação oficial e merecedor de referência e de destaque.  

 

O irónico é sentir que o que o troll pensa tocar é apenas uma imagem virtual, filtrada e coada através de esquiços ou rabiscos rápidos que vão sendo seleccionados ou descartados.

O que o troll atinge nunca são os dedos de quem tecla, esbardalha-se apenas contra uma figura de cartão.

A grande danação do monstrozito é que neste estrebuchar, acaba inexoravelmente por revelar a totalidade da sua nudez papuda e ensebada.           

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:





  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD