Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe incumbida

rabiscado pela Gaffe, em 10.02.17

A Gaffe foi incumbida de questionar os amigos do Gui.

Como menina obediente, a Gaffe deixou as questões que o rapazito queria muito que fossem respondidas e os votantes tiveram o fim-de-semana para o fazer.

 

Surpreendemente consideraram que valia a pena não se esqueceram de colaborar com o Gui, que vos agradece e apresenta o quadro que foi obtido.

 

Sem Título.jpg

 

Notita - onde se lê, Sei na última questão, deve ler-se Se. Era só para ver se estavam atentos... 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe labial

rabiscado pela Gaffe, em 10.02.17

A Gaffe traz-vos uma novidade!

 

Batom.jpg

 

Reconhecido, pelas instâncias do mais superior que há, o seu irrepreensível gosto, a Gaffe surge na Baton palrando comme d’habitude acerca do amor.

  

Não há nada como trazer na carteira uma boa revista.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe da Frederica

rabiscado pela Gaffe, em 10.02.17

Fredrica

 

A Gaffe, num dos seus momentos menos conseguidos, decidiu parecer imbecil e examinar a mais cintilante polémica em torna de Cristina Ferreira, para se certificar que não a considera sem razão válida o protótipo da parola esperta que enriqueceu de repente.

 

Deu início a tarefa folheando os blogues de referência e que se debruçam sobre o assunto e estancou no primeiro que passou pelo seu monitor.

 

A amorosíssima Vanessa Martins mostra toda a sua mimosa indignação e bate com os pezinhos no chão perante o carrossel que não abranda movido pela perseguição invejosa que fazem à apresentadora que odeia ser vista e sobretudo ouvida.

A Gaffe tem de admitir que concorda com a irritadíssima Vanessa. Diz-nos num lamento revoltado esta rapariga inteligente que na sua vida profissional há pessoas que questionam como ganha dinheiro com um blogue e acrescenta, sábia, que existem pessoas que só querem saber da vida dos outros. A talentosa Vanessa sente também que as pessoas estão mais ocupadas com a vida dos outros do que com a sua própria vida.

 

Queixumes e revelações que arrancaram à Gaffe, revista nestes pungentes lamentos, uma ou duas lágrimas de solidariedade.

 

Não interessa compreender que é exactamente por causa destas malfadas características do povo que a Vanessa ganha dinheiro com o blogue - segundo as suas belas e expressivas palavras. Não interessa descobrir que a doce menina esbardalha por todo o lado, canto e esquina, pormenores ilustrados da sua vida amorosa que permitem escacar na praça pública o que a rapariga faz em privado - sinto isso na minha vida amorosa, ou seja, faz de conta que sente os cacos do olhar do populacho a picar as fitas e fotografias do seu casamento a cavalgar por todas as redes sociais. Sofre, porque é inocente, porque apenas gosta de viver e partilhar, porque sabe montar o touro da vida e mostrar como é capaz de equilíbrios, porque é feliz e ganha uns trocos com os pequenos nadas do seu quotidiano que publica incessantemente apenas para mostrar ao mundo como é uma menina boa, alegre e não para se expor como carne num talho, mesmo correndo o risco de depois ficar zangadita por perceber que as pessoas não davam nada pelo seu namoro - vingou-se destes abutres, porque entretanto se casou quando ninguém acreditava. Não é preciso fazer notar que o marido é nada mais do que um rapaz muito cerebral de músculos inflacionados que participou, espalhando sofisticação, discrição, charme e discernimento, criando inúmeros momentos de raro raciocínio capaz de ser apenas entendido por Eduardo Lourenço, nas várias edições do Big Brother, que é como sabemos um programa de entretenimento onde a privacidade pugna por se fazer notar.

 

Isso agora não interessa nada.

 

Ilustração - Joachim Barrum

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD