Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe capilar

rabiscado pela Gaffe, em 24.02.17

Claro que há alternativas interessantes às jubas estudadamente desgrenhadas, ao fabuloso emaranhado de caracóis em desleixo premeditado, ao risco do volume ondeado que faz dos homens promessas de aventura.

 

Claro que estas alternativas, que não incluem os esquadrados penteados dos senhores do mundo, devem ser pensadas com rigor acrescido.

 

Se não cuidadas e coadjuvadas por uma imagem requintada, vagamente extravagante, inteligente e apurada, o cabelo masculino por onde deslizou uma camada substancial de gel fixante - brilhantina para os rapazes vintage -, parecerá que foi lambido por uma manada de gnus dispostos a ser triturados pelos crocodilos - imagem tenebrosa, mas inevitável nos documentários televisivos, logo após o canto das baleias.

 

Neste caso, o ideal, meus caros, é a adopção de uma solução drástica e muito eficaz: gel e nudez.

Fica sempre apetitoso.

 

 

Claro que existem alternativas menos convencionais.

Reservo-as para os mais aborrecidos.

 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A CGD

rabiscado pela Gaffe, em 24.02.17

A CGD é uma coisa que eu não sei o que é. Já posso dizer que não sei sem levar uma pantufada da minha professora porque a minha prima Idalina que não é menos que as senhoras do Cerco do Porto disse que se a senhora professora me voltar a assapar vem aqui e parte-lhe a dentadura toda com um martelo pneumático. Por isso espero que a senhora professora esteja atenta a ler esta redacção e tenha mais cuidado porque fica num instantinho sem os dentes de plástico que até são bonitos mas ficam depressa muito amarelos e a cheirar mal. O plástico é uma coisa reciclada e fica a feder aos sítios onde esteve antes de ir para as senhoras de reciclar. Eu sei que reciclar dá muito que fazer porque temos de saber as cores do plástico antes de o meter no lixo e nem sempre conseguimos decorar as cores dos sacos todos do modelo e do continente do senhor Paulo Azevedo. Eu não sei que modelo é mas penso que é a Sofia Aparício. É uma menina muito alta com problemas na boca e nas mamas que incham quando há humidade. Também pode ser outra qualquer que o senhor Paulo Azevedo é muito rico e pode ter mais do que um que não faz mal porque os mete no continente que é a África e ninguém dá conta. A África é muito longe e ninguém vai lá por causa dos mosquitos. Eu até pensava que era por causa das bichas que atacavam quando ficava noite mas o meu primo Zeca disse-me que isso era no Parque Eduardo número sete ou então no Beco do Esparramado que é onde a minha prima  tem o escritório mesmo ao fundo e onde faz muitas horas extraordinárias que são horas que não contam para o Currículo que é o patrão dela e que lhe faz a folha e me dá rebuçados. Eu gosto de rebuçados mas o que queria mesmo era a aparelhagem que vi na loja dos chineses igual ao leitor de CD que o meu primo Zeca comprou na feira. Dizia it’s a SONAE na parte de trás. Na frente tinha uns botões que ligavam à televisão e aparecia a dona Manuela Moura Guedes toda vestida de vermelho com as bochechas todas cheias de comida. Podia ser só defeito do aparelho que a Idalina disse OPÁ it’s a SONAE uma merda isto é mas é fancaria que também é uma marca de electrodomésticos e de pulseiras e brincos que a Idalina usa quando vai para o escritório e que a minha mãe oferece às senhoras quando elas lhe compram trumparueres que são umas coisas estrangeiras que encaixam umas nas outras como nós quando vamos para férias ao Carrapatelo e ficamos na tenda do meu primo que só tem uma assoalhada mas que é muito saudável por causa do ar desde que não se respire muito. Eu gosto muito da CGS.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD