Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


O Festival da Canção

rabiscado pela Gaffe, em 08.03.17

O Festival da Canção é uma coisa muito bonita com muitas luzes onde as pessoas votam. O voto das pessoas que votam vai pelo telefone e depois manda às pessoas a conta. Eu este ano vi o Festival da Canção na casa da minha tia que gosta muito de canções festivaleiras que são canções onde é preciso gritar muito e ter muitos batuques e pessoas atrás aos pinchos com umas coisas a brilhar espetadas no cu e na cabeça. Este ano a minha tia disse que aquilo foi uma merda e que vamos ficar em último. Nos anos passados ganhamos sempre o Festival porque não mandamos um morcão e uma fanhosa a cantar uma coisa a dois que mal se ouvia. A minha tia disse também que o morcão que ganhou parecia que tinha caído no lixo e que aquilo não são maneiras de se apresentar no palco. Devia ter vestido uma coisinha limpa e assim com umas luzes a piscar como o Goucha. O Goucha não apresentou o Festival. Foram duas meninas muito bonitas. Uma chamada Bárbara que é de Fermentões em Guimarães que a minha prima Idalina conhece bem porque tem muita mata e muito arbusto e outra menina chamada Alberta Marques Fernandes que também faz as notícias depois do Festival. A minha tia achou que as duas meninas eram as únicas magrinhas que por lá havia mas eu vi outra que parecia que tinha morrido apertada com uma coisa castanha e achei que passava fome que no Festival não dão lanche. A minha prima Idalina gostou muito da canção onde havia uma senhora gorda que gritava muito a ver se apanhava os dois homens que cantavam ópera que é uma coisa que os cirurgiões fazem muito. A minha prima disse que essa sim era festivaleira. Ou essa ou a do rapaz que ninguém sabe quem é mas que era o Justino Biba porque cantava em inglês mas que estava disfarçado de velha para não ganhar logo. Eu achei bonita a canção que ganhou mas não disse nada porque a minha tia leva muito a peito o Festival que nos representa e era certinho que levava um tabefe. Não me lembro das outras pessoas do Festival mas isso é porque o peito da minha tia estava na frente e eu não consegui ver muito bem. A minha tia não sabe porque não mandam a Ana Malhoa que dá sempre muitos votos. Eu gosto muito do Festival.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe e um lugar escondido

rabiscado pela Gaffe, em 08.03.17

1.98.jpg

 A imagem de um homem agreste e descuidado, com barba rasa de dois dias, e varonil pilosidade ao dispor da nossa intricada e maliciosa imaginação, é, por vezes, sinónimo de dureza, segurança, autoconfiança e daquele poder másculo que nós, raparigas tontas, tanto apreciamos se bem doseado e controlado.

 

Há sempre, no entanto, nesta energética representação, um lugar esconso e sombrio, de dimensões por vezes exíguas, capaz de fazer tombar toda esta rudeza apelativa.       

 

A fragilidade aloja-se muitas vezes nos lugares mais inesperados. Basta que a saibamos procurar.

 

Na foto -Tom Hardy

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD