Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de Laurent

rabiscado pela Gaffe, em 20.09.17

Laurent Filipe.jpg

Vi pela primeira vez Laurent Filipe num programa de talentos. Era um dos elementos do júri. Não me despertou interesse. Percebi que era músico, mas aquela espécie de pedantismo mesquinho e paternalismo cretino extinguiu qualquer vontade de conhecer as suas melodias.

Suponho o programazinho lhe deu visibilidade. Acontece por vezes neste tipo de concursos.

Esqueci-o. Esqueço depressa os falsos snobs.

Vi-o ontem.

A breve entrevista na RTP2 servia para publicitar o seu concerto.

Continua a não me provocar qualquer entusiasmo ou interesse. Permanece nele aquele tipo de afectação melada e enjoativa que adivinhei no primeiro encontro.

Apesar de tudo, a entrevista corria bem. Laurent Filipe convidada os espectadores a ouvi-lo. Nada que não se esperasse. De repente, como se metido à sovela, mimando uma ironia que soou demasiado falsete, Laurent Filipe esbardalha-se:

 

- Já me perguntaram se convidei a Madonna. Sim, convidei. Vamos ver se ela aceita – e, sem ter a veleidade de o transcrever com rigor, acaba – às tantas o público que vier ao meu concerto, vê a Madonna.

 

Laurent Filipe prefere ter um concerto seu, repleto, a babar a hipotética aparição de Madonna do que apenas seis cadeiras ocupadas com a música que faz. Acena - vestido com um allure de falso parisiense e mascarando a intenção com uma ironia que não convence -, com uma cenoura vedeta internacional que eventualmente poderá estar ao alcance dos olhos do maralhal parolo que lhe comprou os lugares que restavam, depois do músico ter convencido os amigos a marcar presença.

 

Esta macacada pacóvia atinge demasiados espaços do apelidado universo cultural português reduzindo-os - incluindo o público e os obreiros culturais que deles fazem parte - a uma amorfa cambada de cretinos parolos, sem critérios que não sejam os dominados pelo livrinho de autógrafos e pelo poster ranhoso colado a força de saliva na parede da mediocridade.

 

Prefiro Salvador Sobral e os seus gases.   

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD