Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe incendiária

rabiscado pela Gaffe, em 16.10.17

43.gif

 

A Gaffe não entende os pobrezinhos.

Durante carradérrimos de tempo assistiu comovida à sucessão de posts onde se exultava o Outono, as florinhas, a chuva, as maravilhas naturais, os mais belos sentimentos, a solidariedade entre os povos, a cumplicidade coroada pela mais profunda das amizades, e depare-se-lhe uma execução pública, uma chacina inexplicável, um arrasar dos mais sinceros princípios que devem reger a comunhão entre as almas e fica atónica perante a condenação de alguém que deu a mão a um amigo, emprestando-lhe umas bagatelas para as suas mais básicas necessidades.

 

Um horror.

A casa nem se situava no 6ème Arrondissement! *

 

A Gaffe está absolutamente ao lado de Carlos Santos Silva. Um querido. Um rapaz que não deve nada à beleza, é certo, mas toda a gente diz que só tem importância a interior e Santos Silva já demonstrou que por dentro é uma Miss.

Esta miserável e torpe actuação do Ministério Público - que castiga a total abnegação, espírito de sacrifício, pudor cívico, inteligência financeira, severidade moral, lisura intelectual e postura de estado, sempre evidenciados pelos acusados -,  demonstra apenas que a Justiça portuguesa está inquinada pela inveja, pela sede de vingança, pelo fel  partidário, pela ignorância e que provavelmente é um blog que nunca teve um destaque.

 

Não se entende, meus caros, que ainda não tenham percebido, depois de tantos posts mimosos e tanta pomba assassinada, que uma alma generosa não exige nada em troca. Entrega o que tem e o que não tem - usando o motorista, como é evidente! - apenas para gáudio do alheio e, como seria de esperar, o que faz é sempre a coberto do anonimato, da total confiança e de tanto ouvir o multibanco a sublinhar:

- Retire o dinheiro. Retire o dinheiro. Retire o dinheiro.

 

A culpa, claro, é depois retirada de um post-it, reforçando a ideia da justiça-blog que a Gaffe entende estar instalada neste imbróglio onde é de destacar advogados de prestígio e detentores de bastão, governadores de bancos, presidentes de republicazinhas, parlamentares de esquerda e de direita, e o quarto poder, repleto de comentadores, escrevinhadores, cronistas e jornalistas económicos, que em anos de socrático reinado escreveram laudes, livros e odes ao protagonista do regime que é agora julgado e imensas coisas más e feias sobre Manuela Moura Guedes que se esbardalhou toda a tentar atirar lama à cara destes inocentes e a fazer disparar os botões de alertas vermelhos. 

Seria interessante expurgar os focos de eventuais incêndios em que se tornaram, pois que sozinhos começaram já a diagnosticar cegueira antiga nos companheiros de estradas de outrora que arde em metáfora que usa o real.

 

Para os mui chocados, a Gaffe pede emprestado o pirete apenso. 

*Afinal, é!

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD