Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe preocupada

rabiscado pela Gaffe, em 30.05.12

(Clarence Hailey fotografado por Leonard McCombe)

Fico preocupada quando referem a minha falta de clareza. Sou uma rapariga que se incomoda com estes pequenos percalços.

Quando o amabilíssimo Vic declarou, educadíssimo, que não fui explícita aquando da referência à imagem aventureira da Marlboro, tive de injectar um analgésico e engolir um relaxante muscular.

Odeio não ser precisa.

Meu querido amigo, eu sei (e não sei se lamento saber tamanha inutilidade) o nome do cow-boy, fotografado para a Marlboro por Leonard McCombe em 1955! Clarence Hailey foi uma das primeiras imagens da marca. Guardo nos meus pobres e desalinhados papéis a foto do rude, carrancudo, hirsuto e belíssimo fumador que ajudou a tornar definitivamente másculo um certo trejeito feminino que estaria apenso à Marlboro.

Este texano esteve seguramente na origem de uma imagética muito própria de determinado tipo de homem, capaz de se aventurar a montar um animal, grande, normalmente preto, com chifres aguçados e que costuma dar coices e pinotes quando sente que está a ser tratado como se tivesse no dorso o FMI.

Anexo a esta masculinidade, a esta testosterona desenfreada, estão peças com um certo sabor vintage, actualizadas pelos novíssimos materiais e novas formas, que são tratados para se pensarem surgidos de tempos idos e mais destemidos. Pontuam os linhos, as sarjas e as camurças, as peles curtidas pelo tempo que se inventa, os veludos canelados, os lenços de linho amarrotado, os suspensórios e as botas de deserto, que favorecem cortes simples e cirúrgicos e que trazem implícita a ambição latente de aventura e andança, de coragem e de audácia, de arrojo e destemor.

O homem Marlboro é um clássico, eventualmente um estereótipo, um quase arquétipo, capaz de nos arrebatar pelo perigo que é insinuado no modo como, displicente, olha o corriqueiro quotidiano das cidades que passa lento sem saber domar cavalos ou montar a fúria desbravada do touro da existência.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


3 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Vic a 30.05.2012 às 19:24

ahahah, muito bem, apanhou-me porque me parece que foi mais falta de discernimento meu, que falta de clareza. Agora porém, fico tudo azul no branco (ou beje)
Gosto do estilo clean da foto de baixo (a de cima, consta que tinha odor a quadrúpede). Muito bom para esta altura, apesar de não apreciar muito echarpes (uma questão de embirração por parte da pele o meu pescoço)
Lamento os incómodos e espero que o analgésico e o relaxante tenham resultado :)
Sem imagem de perfil

De Vic a 30.05.2012 às 19:25

Ah! E obrigado pelas referências tão amáveis :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 31.05.2012 às 12:23

Vai ver que um dia lhe encontro uma loção perfeita para o seu pescoço.

Comentar post






  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD