Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe a "Amar Pelo Dois"

rabiscado pela Gaffe, em 08.05.17

pink.gif

 

A véspera dos acontecimentos é a derradeira oportunidade que temos de falar deles correndo o risco de nos enganarmos.

 

Neste pressuposto, mas sabendo que não haverá engano posterior, chegou o momento de falar de Salvador Sobral.

 

Li e ouvi elogios rasgados à canção – incluída na área do Jazz-pop, segundo os especialistas - que irá representar Portugal no festival da Eurovisão, ao mesmo tempo que ouvia e lia imensas patetices maldosas que incluíam a condenação da letra por se revelar apologista da anulação, por amor, de alguém a favor de outro alguém e de certa forma publicitar este revoltante estado ou predisposição. É inútil fazer com que estes exigentes críticos reconheçam que o Fado ficaria sem uma fatia substancial do seu repertório se abolíssemos todas as estrofes que assumem a escolha desta desistência em favor do outro, ou com que ouçam uma das mais extraordinárias canções de amor jamais escritas, porque suspeito que o …

 

Laisse-moi devenir 
L'ombre de ton ombre 
L'ombre de ta main 
L'ombre de ton chien 
mais, ne me quitte pas.

 … Seria retirado do poema por apelar à bestialidade.

 

É uma argumentação paupérrima, parola e medíocre e não pode ser tida em consideração.

 

Ao lado, mesmo ao lado, está a censura à forma com que Salvador Sobral se coloca em palco e interpreta a canção, aliada a uma revoltada denúncia de sobrevalorização da sua voz.

Concordamos todos. Salvador Sobral não é Ricky Martin. Felizmente.

 

Seria muitíssimo proveitoso rever o concerto de Salvador Sobral transmitido pela RTP1 no passado Sábado, porque ali descobrimos a inutilidade de todos estes beliscões daninhos.

 

Seria muitíssimo interessante que neste exacto concerto ouvíssemos a versão de Nem Eu de Dorival Caymmi, porque é nesta reinterpretação que Salvador Sobral prova uma extraordinária sensibilidade, mesclada com um humor requintadíssimo, entregue em diálogo inteligente e sapiente com o piano que reconhece a dádiva total do intérprete a cada palavra dita - e sentida - sem equacionar qualquer manuseio mais consentâneo com o bambolear de ancas de Ricky Martin e atingindo com uma facilidade deslumbrante as notas mais agudas, sem sequer danificar por breves segundos a suavidade e o veludo da voz.

 

Salvador Sobral é ele todo inconfundível. Nada de tonto se sobrepõe a sua capacidade vocal e interpretativa.

 

No eterno festival de gritedo desalmado, de ruído de coxas e de plumas a voar em crises epilépticas, defendendo uma canção que dignifica aquele lantejoular repetitivo, finalmente actuará um cantor de excepção.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 rabiscos

Imagem de perfil

De Quarentona a 08.05.2017 às 12:32

Também acho que o poema-canção "Ne me quitte pas" é Amor em estado puro, é uma das canções da minha vida :)))
Em relação ao Salvador, continuo a achar que será mais um caso de pérolas a porcos, só os deuses sabem como desejo estar enganada :))))
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 12:57

No entanto "ne me quittes pas" chegou a ser uma canção proscrita durante um certo período de "feminismo" atolambado e com argumentos parecidos com os que picam agora esta canção dos irmãos Sobral.

Salvador Sobral é um intérprete de excepção com uma sensibilidade inusual e um conhecimento profundo da voz que possui e que sabe moldar com aparente facilidade. É admirável a forma sincera com que actua e a entrega total a cada palavra que entoa.
Gosto muitíssimo de Salvador Sobral. Espero que seja reconhecido no meio daquela confusão mais ou menos imbecil e que altere de uma vez para sempre o MO do eurofestival.

Diverte-te, Salvador!
Imagem de perfil

De Cecília a 08.05.2017 às 14:37

um número de classe a representar um grande número de parolos.

salvador, eis-nos aqui!
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 14:47

:)))
Nem todos, nem todos.
Há felizmente quem prefira Salvador Sobral a Ana Malhoa, que com certeza arrancaria prémio - pelo menos o de consolação - neste certame.
Imagem de perfil

De Cecília a 08.05.2017 às 15:13

claro que nem todos. creio que o salvador é o representante digníssimo de um portugal que um dia se fará cumprir
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 15:26

Até lá, desdenhemos do Salvador, até o ouvir nos píncaros de uma editora discográfica estrangeira com o sucesso que merece.
Imagem de perfil

De M.J. a 08.05.2017 às 16:17

oh, cansei de ler coisas sobre o rapaz. há uns dias li num blog qualquer - tenho pena de não ter memorizado onde - que as pessoas que gostavam daquela música - ou daquele tipo de música, vá - eram snobs.
assim. snobs.

aí está sinónimo do meu envelhecimento: encolhi os ombros e prossegui com um ligeiro ar de espanto.
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 18:44

É uma pena falarem dele até ao encarniçar mais roxo, em vez de simplesmente o ouvirem.

Et oui, "je suis snob". Comme Boris Vian.
:)
Imagem de perfil

De Kalila a 08.05.2017 às 17:08

Completamente de acordo! E a própria canção também me encanta, dêem-lhe os significados que derem!
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 18:39

Os arranjos são fantásticos. Lembram uma melodia dos anos 50, saída de um musical romântico, misturada com jazz.
Imagem de perfil

De Helena Faria - Design e outros Desvarios a 08.05.2017 às 20:14

Totalmente de acordo! Este ano vou ver o Festival - há muito que não tinha paciência para tal - e sentir-me bem com a nossa representação :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 20:41

Eu também!
Se nao passar à segunda fase, é o eurofestival que perde e fica a mesma bugiganga.

Nós já ganhamos.
:)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 08.05.2017 às 22:37

Mesmo não sendo o meu preferido, reconheço-lhe o mérito.
Reafirmo o que já disse: não sei se será o tipo de música que ganhará um eurofestival tendo em conta um dos últimos vencedores: Conchita Wurst.
Independentemente de tudo o resto numa coisa o Salvador já saiu vencedor: conseguiu aproximar do festival uma camada de pessoas que dele já se havia desvinculado.
Desde que se divirta, está tudo certo.
Adorei vê-lo este sábado no alta definição e fiquei curiosa por ouvir mais. Sei que passou um concerto dele no canal 2 . Vou ouvir sabendo de antemão que corro sérios riscos de gostar. Muito.
;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 08.05.2017 às 23:16

Tens de ouvir.
Procura a extraordinária versão do "Nem eu". Está tudo perfeito e é maravilhoso.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 09.05.2017 às 00:21

Fui ouvir.
Que maneira maravilhosa de terminar a noite !
Maravilhoso!

E logo eu que acredito tanto em "acasos" ...

"o amor acontece na vida
estavas desprevenida
e por acaso eu também
e como o acaso é importante querida
de nossas vidas a vida fez um acaso também"

Obrigada, minha amiga.

;)*
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.05.2017 às 10:43

LINDO!!!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 08.05.2017 às 23:56

Não vejo festivais há anos, nem o da canção, nem o da eurovisão.
Este ano não foi excepção, mas depois de tantas críticas, positiva e negativas, um dia ouvi aqui na internet.
Não sei se vou vê-lo cantar na eurovisão. Não dou grande importância à televisão, certamente, vou esquecer-me.
Mas espero que passe.
Gostei da ler a sua opinião sobre este cantor.
E eu adorava " ne me quite pas"... que a escuto neste preciso momento.
Imagem de perfil

De Gaffe a 09.05.2017 às 10:43

O Salvador merece ser ouvido.
:)
Imagem de perfil

De Anti-Social a 10.05.2017 às 00:28

Na mouche! (Só um reparo, o concerto passou na RTP1. E eu vi ao vivo! ;D)
Imagem de perfil

De Gaffe a 10.05.2017 às 07:32

:)
Obrigada. Vou emendar.
Estou tão habituada a que a RTP1 esteja a transmitir novelas sucessivas que acreditei estar a sintonizar a 2.

Comentar post






  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD