Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe à portuguesa

rabiscado pela Gaffe, em 17.01.17

gozel-goyercin.jpg

 

Nos primeiros Domingos de Inverno, amontoa sobre a mesa as carnes e os enchidos.

As batatas, as couves e as cenouras num cesto de verga pousado no balcão.

Torna-se soberana no confuso domínio. Critica o modo como foram curados os nacos de porco e leva ao nariz as chouriças de sangue e de colorau à procura da origem do fumeiro. Desaba com cutelos sobre o frango caseiro, que o matou ela sozinha e sabe que o criou para este fim e trucida as postas de vitela, a carne entremeada, com faca de assassino, cabo de madeira e lâmina que primeiro afiou, e arrepiou, contra uma outra. Quebra costelas, chamusca a orelheira, golpeia com a força de titã, focinho e chispe e de mãos sangrentas e ar de psicopata dá destino cru à carnificina misturando tudo na panela enorme com água a ferver medonha de bruxedos.


Depois suspira.

 

Enquanto espera descasca as batatas gordas e as cenouras.

- Só começa a cheirar bem, menina, quando lhe enfiar os enchidos.

 

Pica com um tridente as carnes a ferver. Toma-lhes o gosto. Nada de sal. Perturba a natureza do cozido e os enchidos bastam para disfarçar a vaga.

Na outra panela cozem-se batatas. As cenouras adocicam a luxúria e as couves moribundam verde-escuro.

Num arremesso, empurra com os dedos mergulhados no caldo que borbulha todos os enchidos que critica.

- Olhe que bem que cheira!

Eu olho e pasmo. A cozinha parece engravidar de odores. Barriga de luxúria que a dona acaricia com mãos de pedra e olhos de matrona benevolente e farta.   

 

- Agora é só vazar para as travessas. A menina vá chamar as suas gentes, que está pronto.

 

Rega com a água em que ferveram carnes, as batatas, as couves e as cenouras que dispostas em redor fumegam estafadas e ergue em triunfo a travessa enorme, pesada de aromas.

 

Eu como sem alma, sem dó nem piedade, sem pudor ou termo, sem pejo ou clemência. Como até morrer ou pensar que morro de tanto comer.

- Guarde um lugarzinho para o leite-creme. Está como gosta, torrado com açúcar, mas do mascavado. É um gosto vê-la! Só de a ver comer, ficamos sastisfeitos. Bem se vê, menina, que é mais portuguesa que o resto dos outros. Só comem cenoura e debicam umas niquices de passarinho-pombo. Um desperdício, Deus lhes valha!

 

De braços cruzados sobre o avental, de sorriso aberto e olhos com luzes que piscam e tremem e tremem e piscam, sabe que cozinhou para mim e apenas para mim, que os outros que restam debicam pieguices e são passarinhos.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


24 rabiscos

Imagem de perfil

De Me, myself and I a 17.01.2017 às 14:34

Bem à maneira do norte!
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 14:44

Completamente.
:)
O frio do Norte é tão propício a estes cozinhados!
Imagem de perfil

De Quarentona a 17.01.2017 às 15:59

Até senti o cheiro a Cozido nas tuas palavras, uma pena não apreciar enchidos...
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 18:18

Infelizmente gosto demasiado de enchidos.
Menos de farinheira e de meias (não imaginas a quantidade de gente que por aqui coze meias!)
Imagem de perfil

De Quarentona a 17.01.2017 às 19:40

Serão as mesmas que cosem morcelas?...
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 21:34

Não. Creio que não. "Cozem" meias e entalam-se com morcelas linguísticas a torto e a direito.
Imagem de perfil

De Quarentona a 17.01.2017 às 21:40

Aaaahhhhhh... essas! Fazer o quê?...
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 22:16

Beatificação ou mumificação.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.01.2017 às 18:23

Nham nham nham. E os nabos e a couve tronchuda?? E a farinheira e o bucho de Alcaíns??
Sabe o que é o bucho, não sabe? Aquela coisa grande que ferve lá dentro e depois se abre e sai de lá um monte de coisas boas.
E o toucinho? Isso, o toucinho! Preparado três dias antes em salmoura.
Oh vislumbre do paraíso, concretização do mais divinal deleite. O que eu sou feliz perante.
Acho que vou dar em calcorrear as margens do Douro pelas manhãs de Domingo a ver onde o odor me leva. Aí apareço e abanco.
E não preciso de grandes requintes nem talheres de 10.000 euros como anda muito na moda as pessoas de bem mostrarem. Qualquer coisa que espete, mesmo de lata serve perfeitamente.



Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 18:30

Aponta ingredientes que não me seduzem. Odeio farinheira e passo sem o bucho.
Mas vale a pena almoçar no Douro, sobretudo com os talhares que quiser. Abençoada culinária!
Imagem de perfil

De Corvo a 17.01.2017 às 18:36

Ámen!
Entre o cozido e as tripas, com as francesinhas pelo meio, abençoada culinária!
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 18:43

Sabe que não sou grande fã de "francesinhas"?!
Sei que há excelentes e já provei as mais deliciosas e as mais recomendáveis e recomendadas, mas não fiquei "freguesa".
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.01.2017 às 20:23

Fez-me uma fome, Gaffe!
Que belo retrato fez da sua cozinha!Que bela cozinheira!
Os cheiros das carnes, do frango caseiro, dos enchidos, das batatas e cenoura ( que adoro), levam-me lá atrás no tempo.
A minha mãe era uma excelente cozinheira, fazia um cozido à portuguesa melhor que ninguém.
E o arroz à valenciana? Nunca, mas nunca, comi como o dela. E já tentei fazer igual.
Mas nessa altura, as carnes não eram o que são. Tenras e com paladares deliciosos, comprados no talho da aldeia.
Ainda há destes talhos, mas não na cidade.
Coma, Gaffe, o que de bom temos na gastronomia: variada, perfumada deliciosa.
Estou com fome.




Imagem de perfil

De Gaffe a 17.01.2017 às 21:32

Ah, minha boa amiga, eu como tanto!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.01.2017 às 22:30

Que bom.
Gosto de pessoas que comem bem e sabem comer.
Imagem de perfil

De Gaffe a 18.01.2017 às 00:28

Gosto muitíssimo de comer, não sei é se sei.
:)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 18.01.2017 às 00:06

De todas as razões pelas quais gosto de ti esta foi aquela me foi direitinha ao coração: gastronomia.
Saber-te apreciadora de alheira, e agora de cozido, reforçou a minha convicção de que só podes ser boa pessoa.

São 0:05 minutos e comia um cozido. (Ai não que não comia!)

Imagem de perfil

De Gaffe a 18.01.2017 às 00:23

Bem....
Cozido à portuguesa a esta hora....
...
...
Ok!
Imagem de perfil

De Bruno a 18.01.2017 às 05:49

Eheheh, desculpa lá, mas até eu o comia, agora, quase às seis da manhã, especialmente depois deste "relato"!
Avé Maria, que fomeca!
Imagem de perfil

De Gaffe a 18.01.2017 às 09:38

Aconselho um pequeno-almoço mais leve!
:)
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 18.01.2017 às 07:10

Juro - te que comia .Pelo menos uma sandocha feita com as carnes e os enchidos marchava. A culpada foste tu. Quem manda descrever a coisa tão bem que quase lhe sentimos o cheiro, hum?

(Não tentes perceber os meus apetites. Já desisti de o fazer.)
Imagem de perfil

De Gaffe a 18.01.2017 às 09:36

Às 07.00h aconselho uma coisita mais leve.
Chocolate, café e um croissant a escorrer manteiga?
Sem imagem de perfil

De Cuca, a Pirata a 18.01.2017 às 19:07

Quando alguém cozinha assim, e o faz para nós e nem sequer é à troca de sexo, creio que temos razões para pensar que não falhámos completamente.
Imagem de perfil

De Gaffe a 18.01.2017 às 20:30

:)
Creio que é esse alguém que não falhou connosco.

Comentar post



foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD