Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe com duas avós

rabiscado pela Gaffe, em 26.12.16

avós.jpg

 

Tinha olhos que lembravam um País arrancado ao mar e a fragilidade insuspeita da tulipa. Tinha esguios dedos sem anéis e um colar de pérolas eterno que enrolava nos dedos. Tinha a benevolente paciência dos ouvintes ternos e a doçura das palavras certas ditas baixinho para não doer. Tinha cabelos de seda apanhados na nuca por travessões de tartaruga e usava calças cigarette, blusas de gola alta que a alongavam e a transformavam em cisne ou em espiga de trigo. Tinha a voz dos meigos, aquela voz que é bom ouvir quando troveja, e um sorriso de lua a crescer numa noite de Verão. 

A minha avó materna.

 

Tinha olhos avelã e espertos, ladinos, marotos. Usava Chanel à toa, misturando tudo por não ter paciência para combinar. Usava adereços gigantes e tinha um anel com um rubi espalhafatoso como o planeta Marte. Tinha o cabelo branco, com ondas e quebras, sempre em desalinho e blusas com folhos para não contrastar. Era bem mais pequena, mas era mais arisca. Tinha perdido a paciência pelo mundo fora e cortava as conversas sem dó nem piedade, fazendo ficar discursos a meio. Enganava-se em tudo, disfarçava depois espetando farpas em palavras soltas que surgiam incautas na boca dos outros. Tinha um sorriso aberto de lua a pairar nas noites de Verão.

A minha avó paterna.

 

As duas amigas. Cúmplices perfeitas. Chegavam, braços dados, à Ceia de Natal da família toda.

Devagar, as duas disfarçando o tédio, sentavam-me no meio dos perfumes díspares que teimavam usar.

 

- Viemos ter consigo. Aqui a menina é a única coisinha a funcionar.

 

As minhas Avós.

 

Neste Natal, não estiveram comigo. Não me sentaram nos aromas que espalhavam, e no entanto nunca esta casa teve um Natal tão perfumado pela maravilha da memória delas. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


12 rabiscos

Imagem de perfil

De Corvo a 26.12.2016 às 13:37

Acho que estiveram. Não sentiu o Natal perfumado pelas suas memórias?
Estão sempre connosco aquelas pessoas que nos amam e a quem amámos, mesmo quando não estão.
Sempre! Nuca se desvanecem na memória dos tempos.
Continuação das melhores festas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.12.2016 às 18:02

Sem dúvida, meu caro Corvo.
E não imagina como aqui isso é verdade.
:)
Boas Festas também para si.
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 26.12.2016 às 16:19

Turtleneck... Gosto tanto! Tenho uma de cada cor. Acho que me emolduram a cara juntamente com os cabelos. Para ficarem bem basta a magreza. Sempre considerei sinónimo de elegância...

Tinha que vir aqui para ver se me inspirava e alegrava depois de um inesperado e mau Natal. Funcionou!

Cheguei a casa e acendi duas maravilhosas velas, parisienses por sinal, da Diptyque. Estou francamente melhor!

Uma amiga psiquiatra uma vez disse-me que a demência e o vinho só agravavam a essência das piores pessoas. Nunca tinha pensado nisso, mas é verdade. Se uma pessoa tiver má índole, o vinho e a demência, potenciam essa natureza. Acho que acontece o mesmo com o Natal. Vou dizer-lhe para juntar à lista. Basta uma pessoa para arruinar a noite e o dia...

Começo, infelizmente, a perceber outras amigas que chegam ao Natal e dizem sempre à família que estão de urgência, optam por passar o Natal apenas com muito poucas pessoas, apenas as mais próximas. Tão triste... Mas verdade.
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.12.2016 às 18:01

Espero sinceramente que sejam sinónimo de elegância, porque as uso sem apeo nem agravo durante todo o Inverno.
:)

O Natal, na perspectiva que refere, é igual à esmagadora maioria dos dias, mas fico contente por ter ajudado a recuperar algum ânimo.
:)
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 26.12.2016 às 20:22

Camisolas de gola alta?!? Claro que são maravilhosamente elegantes!!!
E o cheiro maravilhoso a perfume que fica na gola? A meio do dia vou lá mergulhando o nariz para sentir o meu perfume e ficar bem disposta. O que vale é que preciso de muito pouco para ficar bem disposta, às vezes basta uma música.
Tenho um modo de vestir muito minimalista, ainda hoje vestiria qualquer peça de roupa da Carolyn Bessette e já passaram tantos anos... Ela usava camisolas de gola alta e de decote em V como ninguém!
Inacreditável a elegância de algumas pessoas! É assim que me vou entretendo nos aeroportos. Em Agosto vi duas bonitas mulheres, com mais de cinquenta anos num aeroporto europeu. Chamaram-me a atenção pela elegância e pela palete de cores que vestiam. Um olhar mais atento e uma usava uma Birkin e a outra uma Balenciaga.
Palavras para quê?!?
:)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.12.2016 às 20:39

Deus meu!
Encontrou as minhas avós?!?!?!

:)))
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 26.12.2016 às 20:49

Maravilhoso!!!
Podiam ser... Quero muito que o meu filho cresça com uma imagem semelhante da mãe.
Uma coisa já sei à partida... Infelizmente, vou ser uma sogra péssima!!! Mas vou deixar bonitas jóias às minhas netas...
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.12.2016 às 21:39

:)
No meu caso, tudo o que tenho retornará inevitavelmente a casa.
Uma forma interessante de se conhecer o futuro!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.12.2016 às 21:18

Foram, sem dúvida, duas grandes senhoras.
Belas recordações, Gaffe.
Imagem de perfil

De Gaffe a 29.12.2016 às 11:19

Dias e dias, anos e anos de recordações maravilhosas.
:)
Imagem de perfil

De M.J. a 30.12.2016 às 22:55

gosto de ti.
Imagem de perfil

De Gaffe a 31.12.2016 às 09:34

"Moi non plus".

Comentar post






  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD