Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espia

rabiscado pela Gaffe, em 31.12.15

varanda.jpg

No outro lado da rua, as janelas das vivendas brancas continuam encerradas.

São iguais. As persianas brancas e cerradas todo o dia nas janelas iguais umas às outras.

Quase a terminar a rua existe uma casa com persianas cor de chumbo.

A casa, sem orquídeas tristes e ressequidas na varanda e de desenho minimal, geométrico e austero, retalha o uniforme novo-rico da rua sossegada.

Ontem, fui comprar pão de manhãzinha onde me tratam por menina e cheira a forno antigo.  

Ao descer, estavam erguidas as persianas cor de chumbo. Vi o homem a atravessavar o quarto, de tronco nu e toalha vermelha nas mãos. Corei. Senti-me coscuvilheira e intrometida.

Quando me apercebi do portão da garagem a abrir, já assumida e vergonhosamente bisbilhoteira, corri e descobri que o homem é atraente, sozinho, que usa óculos de massa que não lhe ficam bem, barba rasa de dois dias e cabelo negro e muito curto.  

À noite, na casa de persianas cor de chumbo, consigo ver a luz intermitente da televisão, coada por cortinas. Fico parada e encostada à parede da varanda da casa onde me escondo destes dias tristes e invento histórias para aquele homem que não vejo.

É pacífica, simples, lógica, fácil e evidente a solidão da luz intermitente, como se nada houvesse mais para viver; como se tudo de tão previsível, ordeiro, tranquilo e mais sereno, fosse o banal, o inevitável sintoma de haver Paz; como se a solidão não existisse ou existisse apenas para quem olha as luzes intermitentes coadas por cortinas que chegam da vida de quem se desconhece.

É fácil apaixonar-me pela luz que vem coada por cortinas na noite em que me encosto à intermitência nua da varanda.

 

Sempre fomos atraídos por aquilo que nos outros se assemelha à Paz, quando dentro de nós o mesmo, exactamente o mesmo, nos faz sentir que teremos apenas a luz intermitente que escapa da nossa desabitada espera sem cortinas.      

 
 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


4 rabiscos

Imagem de perfil

De Psicogata a 31.12.2015 às 13:08

Feliz Ano Novo.
Imagem de perfil

De Gaffe a 31.12.2015 às 14:37

Obrigada.
Para ti também.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 31.12.2015 às 15:55


Uma vida aparentemente pacata.

Um Excelente Ano para si, Gaffe, uma da minhas bloggers de estimação.

Beijinho
Imagem de perfil

De Gaffe a 31.12.2015 às 16:45

Obrigada, minha querida. por estar sempre comigo.
Feliz 2016

Comentar post



foto do autor








Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD