Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe no balneário

rabiscado pela Gaffe, em 12.12.16

ginásio.gifA Gaffe foi convidada para um jantar de negócios com o mano.

 

Não foi a sua primeira escolha, mas a enxaqueca da irmã – mais enxa do que outra coisa – impediu-a de se fazer presente e de endrominar um casal de idosos ingleses que decidiram recuperar um casarão no Douro e fazer de conta que são viticultores.

 

Estaciona o carro perto do ginásio onde o rapagão completava coisas que fazem suar imenso e espera.

Espera até lhe começar a doer o cashmere trench coat – estamos a falar de ingleses, convém treinar -, que usa depois de chantagear a dona. Sente-se enregelada, já que se recusa a ligar o aquecimento do carro, porque para além de ficar enjoada não sabe onde, nestes carros moderníssimos, o tubo do calor desemboca e receia respirar qualquer coisa desagradável … ou coisa que o valha.

Sai atordoada pela impaciência, já com o bâton misturado com a espuma da fúria e tenta empurrar a porta de entrada no ginásio com o glamour que sobreviveu à intempérie.   

 

 - Ah! ... Ainda está a fazer a aula.

 

Deve ser dito que fazer a aula é das expressões mais irritantes que a Gaffe conhece. Aliás, fazer o que quer que seja incomoda-a muito. Descalça a luva, toca no cabelo que para pentear em banana custou mais do que duas horas de desespero ao seu querido Miguel, traça o casaco com um ar de diva ofendidíssima e recomenda:

- Não se importa de ir lá dentro recolher os ingredientes. O homem já fez a aula, garanto-lhe.  

A mulher, de unhas de gel e fato de treino, com um carrapito oxigenado ligado directamente ao cérebro por onde emitia ondas electromagnéticas que se sentiram hostis, vociferou:

- Entre você se está com pressa.

Foi um erro pensar que a Gaffe desistia perante a ameaça de testosterona aos pinchos e a fazer alongamentos.

 

Entrou fazendo os possíveis por parecer Ava Gardner.

 

Uma doentia humidade quente atacou a leveza dos seus passos. O seu cabelo domado ganhou vida e num instante sentiu-o a encaracolar, a encarapinhar, como a juba da Barbie que a sua infância levou para o banho decidindo depois, para a secar, usar um secador na potência máxima; o seu casaco colou-se ao corpo com a pressão atmosférica e quem visse diria que pilotava um caça a uma velocidade hipersónica, porque sentia a cara toda distorcida. Escorregou no pavimento, mas esse pormenor ficou agarrado às paredes.        

Recompos-se. Uma rapariga experiente sabe que entrar em pânico faz suar e é fatal.

 

Abriu finalmente a porta que lhe daria acesso à sala onde a besta bufava.

Deu consigo no balneário.

 

O que viu não é aconselhável uma rapariga de boas famílias. Não é propriamente recomendável - mesmo não sendo desagradável de todo -, uma menina ter uma data de pilinhas espantadas a olhar para ela, que nem sequer tem à mão uns óculos escuros.

 

Uma situação absolutamente embaraçosa para os rapazes.

  

No meio do nevoeiro e depois de uma análise breve, mas muito profícua, do meio ambiente - enunciará em breve as conclusões a que chegou -, avista o maninho também com a pilinha a olhar para si e finalmente compreende o clube de fãs que este rapaz conseguiu povoar. 

Se Ava Gardner não hesita, esta rapariga também não. Avançou determinada, sorriu polidamente para os conhecidos e para as desconhecidas, agarrou no saco do mano com a desenvoltura das ginastas, voltou a sorrir e:

- Convém que te despaches. Eu já levo o saco para poupar tempo. 

Não foi brilhante, mas também não se pode exigir Shakespeare nas situação em que se contracena com pilinhas.

Saiu quase a desmaiar e a abanar-se toda com a luvinha e a suspeitar que desta vez o calor que sentia não era o do ginásio.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


38 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 12.12.2016 às 12:38

Simplesmente fantástico.
A recepcionista, além de mal educada, e porque se deparou com uma mulher ruiva e cheia de gamour pensaria que a Gaffe não ia pôr em acção o que ela sugeriu.
Boa, Gaffe!
Nem imagina como sorrio.
É por tudo isto que conta que eu gosto muito destas avenidas.


Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 13:11

A pensar que uma dúzia de pilitas impedem uma mulher de conseguir o que quer!
Há gente muito limitada e pouco ambiciosa.
Imagem de perfil

De Maria Mocha a 12.12.2016 às 13:29

Uma narrativa simplesmente espetacular, como sempre! E hilariante!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 13:37

Oh!
Tão bom ouvir!
:))))
Imagem de perfil

De Me, myself and I a 12.12.2016 às 14:55

Muito bom!
De certeza que os srs. com os tintins a abanar ficaram mais envergonhados que a Gaffe!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 15:15

Sou muito discreta. Não sei se abanaram coisas menos visíveis.
Também desconheço a razão que me levaria a ter vergonha! A verdade, minha amiga, é que algumas pilocas, essas sim, deviam corar.

Disse algumas... outras vi bastante envaidecidas.
;)
Imagem de perfil

De Pandora a 12.12.2016 às 15:51

E como eu gostava de ser pulga para assistir de camarote a uma cena destas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 16:23

Pulga?!

Suponho que várias mulheres gostariam de assistir à umas "cenas" destas sem ter de se espraiar pelo Meco, mas escolher uma pulga!

A menina pensou logo em saltar?
Imagem de perfil

De Pandora a 12.12.2016 às 16:25


Para fugir ao cliché da mosca e adequar ao meu tamanho... pulga. Além disso, a pulga passa mais despercebida que uma mosca, para não falar das múltiplas hipóteses de alojamento de uma pulga.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 16:41

Alojamento das pulgas ...

A imagem que surge, dentro de um balneário, não é a das mais alegres...
Imagem de perfil

De Pandora a 12.12.2016 às 17:10


Deixa lá. A alegoria foi infeliz.
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 18:29

Mas a intenção era uma delícia.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 12.12.2016 às 18:16

Fantástica, Gaffe, a menina às vezes faz uma laide assim como que ganhar a tarde... muito bom!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 18:29

Infelizmente, minha querida, tinha muita pressa e não fiquei com nenhum. Consola-me apenas saber que o melhor faria de mim incestuosa.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 12.12.2016 às 23:18

Ah, minha querida, podemos ver o menu sem sequer pensar em provar qualquer dos pratos!
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 23:41

É verdade, é verdade.
Faço sempre isso quando entro num restaurante gourmet.
Não sou grande fã de pratos muito elaborados com dois feijões no centro, um bocadinho de salsa e pedacinho de qualquer coisa mais com um nome maior do que a encomenda.
:)
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 09:11

Nem mais!
E para mais, quando vale a pena os olhos também comem, embora hajam pratos, que para uma mulher de bem provocam sempre as piores 'alergias', em nome da moral e dos bons costumes...

Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 09:39

A "moral e os bons costumes" normalmente são servidos por cozinheiras de bigode.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 09:43

Ou neste caso,por ruivas fatais que não vêem por forma a não cometer 'pecados incestuosos', minha cara! Toda a regra tem a sua exceção - que só a confirma, admito.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 10:01

E este é o momento em que encosto o florete ao peito, na vertical, e recuo um passo, agradecendo a partida?
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 10:16

A esgrima sempre foi o meu desporto favorito.
Creio que sim, que é este o momento em que toco com o meu florete no chão.
:)
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 10:17

Retiremos as luvas e apertemos as mãos, pois.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 10:32

Muito bem.
Mas não esqueça que não sei perder.
;)
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 10:50

Mais uma vez, a exceção confirma a regra.
Como tal nem me passa pela cabeça tal coisa!
Mas a esgrima é um desporto de panache, e temos de agir em conformidade ;)

- a alternativa é fazer uso da sua luva Hermés branca!
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 10:58

Não.
Prefiro o florete. É mais feminino.
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 13.12.2016 às 11:52

Concordo. Plenamente.
Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 12.12.2016 às 19:34

Dava uma alheira para ver a cara da rececionista insuflada quando te viu entrar.
Dava duas alheiras para ver a cara (e as pilitas) dos moços quando te viram avançar para o teu irmão.

Tendo em conta que a alheira é para mim sagrada , já podes ver como levei este episódio muito a sério.
Não sei se já te disseram isto mas cá vai : além de muito esperta , tens um grandessíssimo par de tomates.
Aposto a alheira número três em como o teu par é bem maior do que alguns que viste no balneário.
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 12.12.2016 às 22:43

Sempre disse, minha querida, que pirilaus e companhia não se podem comparar. Cada um é como é, pois que alguns até têm o seu encanto e "ao que nos dão, não se olha ao ... fruto". Pelo menos de modo muito óbvio.
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 13.12.2016 às 07:45

Seguramente a melhor hora do dia... Como é que é possível escrever tão bem em registos tão diferentes?!?
A Rapunzel adora o mano! Deve ser um homem enternecedor, visto que não matou a Gaffe depois de ter passado essa vergonhaça perante os coleguinhas de balneário. Mesmo com todo o seu inegável glamour...
Keeping up our good english:
Is your brother, also, ginger? Is he older or younger than you? For sure, he is a real gentleman.
With this post I had a blast. You have just made my day!
:)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 09:38

Então porquê?!
Pediu desculpa pelo atraso e não mencionou a pila dos amigos. Um cavalheiro.

O meu inglês é péssimo. Leio na perfeição,tenho o sotaque da rainha, mas não digo coisa com coisa.
:)
O mano é loiro e o mais novinho. Fiquei entalada entre dois potentados!
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 13.12.2016 às 07:52

A imaginação é maravilhosa e sem limites. Por todas as descrições ao longo dos anos imagino o maninho muito Eddie Redmayne.
Just adorable!
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 09:35

Pertence realmente ao tipo.É apenas mais encorpado e um bocadinho mais loiro, embora o gene latino lhe tenha dado um ar mais másculo.
Sem imagem de perfil

De Rapunzel a 13.12.2016 às 10:10

Oh! Então é um pintainho pequenino...
Não se preocupe, o meu francês é péssimo, na compreensão, elaboração e dicção. Não podemos ser perfeitas, apenas tentamos.
Tem de contar mais episódios divertidos com os manos. Se o mano é enternecedor, a mana gela-me por dentro só de ler as suas palavras. O que não é mau sinal. É apenas um temor respeitoso e de admiração perante a sua enorme majestade.
A Gaffe é diferente. A Gaffe tem "joie de vivre" mas sempre sofisticadíssima.
:)***
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 10:30

É inacreditável como somos diferentes!
A minha irmã foi "treinada" para herdar o matriarcado e desempenha essas funções como seria de esperar. O meu irmão foi construído para ser perfeito e tornou-se a mais terna e suave imperfeição que conheço e eu fui crescendo à sombra dos meus avós, um apaixonadíssimo pelas mais pequenas coisas que atravessam a vida - conhecia todos os segredos dos jardins! - e uma matriarca que encarnava a mais genuína e a mais fascinante das elegâncias.

Há um ponto de encontro. O modo como exigimos que o humor se cruze sempre connosco. A minha irmã usa-o como um tiro, o meu irmão como um papel de embrulho e eu? ... eu rio-me imenso!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 13.12.2016 às 22:25

Elegante comentário.
Adoro ler as estórias da família.
Boa noite.
Imagem de perfil

De Gaffe a 13.12.2016 às 23:27

Tenho tantas!

Comentar post






  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD