Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe uniformizada

rabiscado pela Gaffe, em 28.07.16

Pawel Kuczynski.jpg

Pela brevíssima brisa anoitecida, a Gaffe sacode os caracóis, faz esvoaçar o vestido azul petróleo de seda fresca e com o allure que chega dos anos 50, flutua na Avenida, alterando o sossego do mar.

 

O que se lhe depara é um cenário de um filme de ficção científica de miserável categoria.

 

Gente vergada, iluminada pela luz azul de rectângulos que vibram presos à mão, que caminham sem ver, que palram e balbuciam monossílabos, com todos os tubos ligados à Nintendo, que param e disparam com um dedo que sorri depois, que arrancam das mãos esfomeadas dos petizes a ganância e a incontrolável vontade de apanhar as bolas no banco que foi detectado no brilho de espectro do pequeno aparelho.

 

Caçam Pokémons.

 

A Gaffe repensa a uniformização da infantilidade, a globalização do inútil que se desculpa com o movimento que impulsiona, e decide procurar alguém que mereça o cantarolar da última diva de Hollywood, uma das suas mais esplendorosas deusas, a que merece ser encontrada em qualquer ponto do globo. Ruiva, como não podia deixar de ser.

 

Pokémon por pokémon, que, pelo menos, se consiga uma resposta.

 

Ilustração - Pawel Kuczynski

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


46 rabiscos

Imagem de perfil

De Gaffe a 28.07.2016 às 13:09

No caso do autismo não é certo, não fica provado, que seja um processo de "causa-efeito".
Não fica provado sequer se é completamente verdade. Este tipo de jogo de estimulação cognitiva/social e sucedâneos, sempre foi usado no tratamento do autismo. Nem sempre com os resultados que se esperam. É demasiado cedo para se concluir que é um maravilhoso sucesso generalizado.
Imagem de perfil

De Corvo a 28.07.2016 às 14:01

Bom, Gaffe; falei baseado num pressuposto que pode ou não ser verdade. Li a carta da mãe e nisso me baseei.
Obviamente não possuo os seus conhecimentos científicos para discutir o assunto em causa.

Mas possuo, e de que maneira, conhecimentos para lhe dizer que uma Ruiva nunca hiberna.
Uma Ruiva comme il faut dorme pouco, come menos e mantém-se atenta e vigilante muito. Muitíssimo!
Imagem de perfil

De Gaffe a 28.07.2016 às 14:19

Meu caríssimo Corvo,
O menino acaba de me descrever.
:))))

;)

Comentar post



foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD