Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe aos quadradinhos

rabiscado pela Gaffe, em 05.07.12

 

Imprescindível no guarda-roupa de qualquer rapaz que se preza, o quadrado Vichy é sem dúvida o herói recuperado das profundezas do preconceito estimulado por machos inconstantes e muito pouco seguros da quantidade de testosterona que lhes vai correndo pelo corpo.

Produz conjugações de extrema e madura elegância e, em simultâneo, consegue fabricar uma imagem descontraída, jovial e ligeiramente imberbe e desconcertada (a proposta da Mango é um disso exemplo), conseguindo a ligação perfeita entre uma subtil ousadia controlada e uma liberdade sem preconceitos, capaz de resultar numa perfeição cosmopolita.

Depois, é sempre agradável ver uma rapariga procurar jogar xadrez nas intersecções do padrão. Nunca acerta no movimento das peças, mas consegue ser rainha.

 (Mango)

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe gere comprimentos

rabiscado pela Gaffe, em 11.06.12

Todos vós, rapazes, fazeis escolhas diferentes, mas, numa questão de fato (não! Não obedeço ao acordo ortográfico), todos deveriam soar em uníssono e deixar as mangas da camisa saltar um pouco.

Quanto exactamente? É uma das mais interessantes e inúteis perguntas que se podem fazer a quem não é especialista nestas nuances e que não passa de uma atenta observadora ao que de melhor se atravessa no caminho.

Segundo os peritos, há que ter conta dois aspectos:

1 - O comprimento da manga da camisa;

2 - O comprimento da manga do casaco.
A manga, como me parece evidente, é algo que cobre o seu braço, mas não o seu braço e a sua mão. A partir deste princípio básico, podemos continuar a nossa pequena divagação.
Note-se que as mangas de uma camisa duas vezes abotoada no punho tendem a ficar mais longas do que uma camisa com um único botão. Em consequência, as mangas da camisa com abotoadura simples vão cair sobre o punho, enquanto que as mangas de punho com abotoadura dupla o cobrem um pouco mais, quase tocando o início da mão.

Qual é o comprimento da manga correcto para uma camisa? Eis uma questão shakesperiana.

De acordo com os mesmos peritos, a camisa de punho com botão único, deve surgir 1,3 cm por baixo do casaco. A de punho com botão duplo, cerca de 2 cm.
O segundo aspecto a ter em conta é o comprimento da manga do casaco que deve sempre terminar no punho, com o braço em repouso. Desta forma, a camisa terá comprimento suficiente para espreitar discretamente.

Por favor, meus queridos, nunca demonstrem que as mangas são curtas demais deixando furar os braços, mostrando-os em todo o seu esplendor pindérico. Jamais assumam esta situação, a menos que estejam a dirigir um carro e, recordem-se da evidência, não há permissão para usar casaco durante a condução, declaram solenemente os mesmos especialistas.

Quase indiferente a tudo isto, creio que o resultado da obediência a estas regras é mais notório quando a camisa é colorida e coadjuva a imagem global.

Dos botões de punho falaremos depois, porque nós, raparigas exigentes, jamais desbaratamos de uma vez só todos os truques que trazemos na manga.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)





  Pesquisar no Blog


Mais rabiscados





Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD