Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe esvoaçante

rabiscado pela Gaffe, em 06.04.17

Primavera.jpg

No Amor é imprescindível atar com um fio de aço a claridade à sombra. A força com que surge a Primavera é a mesma que acompanha o voar das borboletas.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe arrebatada

rabiscado pela Gaffe, em 16.01.15

dolce-gabbana-spring-2015-backstage-makeup.jpgÉ um erro colossal ficarmos desatentas à colecção Primavera/Verão 2015 de D&G.

O deslumbre é imediato. Nada é descurado na perfeição que invade um cenário espanhol.

A cor escarlate trespasse o palco e o calor das terras de Espanha espalha-se pelos corpos quase num desafio de arena e de touros, de flamenco e de flores de carne rubra.

É impossível ficar indiferente, porque a opulência é uma mulher fatal que se apossou do mistério do ondular das capas dos toureiros.

Belíssima! Para render Hemingway.

Dolce+Gabbana+Spring+2015+Details+7PrR9vDtnDfx.jpg

Ver mais )

 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe angélica

rabiscado pela Gaffe, em 17.09.14

A Primavera/Verão 2015 de Tom Rebl é surpreende, luminosa e uma coisa para nos fazer desejar depressa o Inverno. 

À alvura dos rapazes une-se a profusão dos acessórios que numa atitude que toca o exagero, que nestes casos está sempre próximo do mau-gosto, fazem peso sobre o tronco límpido do desejo.

Não é, de todo, uma colecção de empatia imediata. Exige o lapidar das formas que se podem considerar incompatíveis com as escolhas masculinas habituais pela amplitude dos desenhos e escolha de tecidos.  

Claramente pertença das grandes metrópoles indiferentes onde é possível ignorar um homem mascarado de anjo ainda com os brilhos das asas perdidas ao pescoço. 

Notinha de rodapé - Não vale olhar para os indícios de irritação nos locais onde o rapazinho se depila. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe desiludida

rabiscado pela Gaffe, em 01.08.14

A Primavera-Verão 2015 de Saint-Laurent é uma desilusão.

Uma mistura de Midnight Cowboy e de Bee Gees, com um travo a hippie debruado a John Lennon.

Absolutamente deprimente.

Caso Yves Saint-Laurent assistisse ao desfile acabrunhante da sua grife (e espero que não o encontrar no meio dos espectadores, porque tenho algum receio de múmias) creio que se sentiria humilhado e desalentado perante uma colecção pouco inteligente, confusa, de certo modo fácil, vivendo apenas de cores soturnas e de tecidos elaborados e claramente excessivos e pesados.

 

Pelo menos faz com que sintamos saudades da Deneuve.

Ver mais )

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe anota

rabiscado pela Gaffe, em 09.07.14

A Primavera/Verão 2015 de Dries Van Noten é absolutamente encantadora!

O uso de vários tons de café com leite, desde a densa cor do café puro até à sua mais frágil mistura com a cor do chá ou do leite; o uso de padrões clássicos agigantados os rasurados; a amplitude das peças de linho e de seda que entregam um allure informal sem desconcerto e a colocação de pormenores que apesar de discretos se tornam primordiais, fazem de Dries Van Noten uma das Casas capaz de transformar 2015 num desfile de bom gosto e de inteligência.

A Gaffe aplaude entusiasta e decide riscar a giz todo o guarda-roupa.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe tricotada

rabiscado pela Gaffe, em 03.04.14

De acordo com a minha santa avó, a Primavera é apenas o ensaio de uma nova peça, ainda com os tiques da encenação anterior.

No entanto, tendo em conta as inundações do palco e o frio dos bastidores, dir-se-ia que se justifica que o guarda-roupa tenha em linha de conta as agulhas de tricot e os novelos de lã rodar no cestinho perto da lareira.

 

Meninas! Previnam-se. Preparem-se para um Verão mais agasalhado e desfilem pelas areias do nosso descontentamento dentro de fatos de banho menos convencionais (mas também menos propensos a constipações) envoltas em roupões de praia dignos de St. Moritz.

 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe relaxada

rabiscado pela Gaffe, em 20.03.14

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:

A Gaffe reprimida

rabiscado pela Gaffe, em 15.09.13
.

Gant - Primavera, 2014 - Glencheck Peak Lapel Suit

A Gant propõe para 2014 a aliança entre tecidos aristocratas, clássicos e notáveis que produzem fatos em que a tradição já não é o que era, mas ainda faz as curvas, e a eventual surpresa da sobreposta presença de peças oriundas de indumentárias mais aventureiras e de ténis descontraídos e sem dossiers para calcorrear.

Esta união não é de todo inovadora. A particularidade do uso de fragmentos menos rígidos sobre um conjunto mais tradicional, não é de nos atirar para a rua com cartazes onde se grita GANT faz-me um filho, mas não deixa de ser curioso o modo como está implícita a vontade de trepar pelas ravinas da testosterona, com as cordas da adrenalina à cinta, mesmo quando as únicas escarpas que temos para escalar são as riscadas nos gráficos do Excel.              

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe étnica

rabiscado pela Gaffe, em 10.07.13

 

David Agbodji - Missoni (Primavera/Verão 2014)

Rodrigo Somalia - Missoni (Primavera/Verão 2014)

O calor que tem desabado sobre a Gaffe, descasca-lhe o cérebro dando origem a uma espécie pindérica de fuga de opiniões sobre matérias que desconhece de modo constrangedor.

Brisa aqui, brisa acolá, a Gaffe recupera o controlo e, numa reviravolta com uma certa falta de consistência, recupera os sentidos.

Na linha acalorada que se experimenta, esta rapariga esperta lança o seu olhar mais étnico a Missoni e fica encantada com o que lhe depara. A escolha dos modelos é sugestiva e esclarece os espectadores mais lerdos que não entendem que a inspiração chega da Mãe África. Esta preocupação é comovedora e revela o carinho do criador por aqueles que na primeira fila do desfile não distinguem um boi de um gnu e que confundem imensas vezes as riscas daqueles burrinhos giríssimos africanos com as zebras nas estradas e que tropeçam vastas vezes na orografia dos terrenos. 

A proposta étnica permanece em todas as colecções e em todos os anos, sendo transversal a quase todos os criadores. Não é necessariamente uma inspiração com raiz africana, mas convém que a selecção de modelos seja interracial de modo a libertar o espectador, logo no primeiro instante, do esforço que o leva a descodificar o sentido e a fonte daquilo que vê.

Missoni é fantástico! Unindo uma assumida urbanidade a pormenores oriundos de paragens menos urbanas e padrões riscados e tribais, consegue imagens belíssimas de homens com capacidade de fazer sonhar em NY com extensas e tórridas paisagens africanas. 

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe florida

rabiscado pela Gaffe, em 22.05.13

 

 

Sejamos práticas, raparigas!

Se a Primavera se tornar tímida, fazendo com que o Verão espere friorento a hora marcada para embarcar no navio do nosso contentamento, reconheçamos que só há uma Primavera em cada dia e é preciso canta-la bem florida.

Se a alvorada vier no baloiço dos perfumes, pode valer a pena sabermo-nos perdidas. Haverá sempre, aqui e além, o lugar exacto para nos encontrar.    

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe a tentar

rabiscado pela Gaffe, em 03.05.13

É giríssima a blusa em camadas sobrepostas de tecido vaporoso, assemelhando-se a folhos desfeitos, conjugada com o casaquinho amoroso de rendado floral, óptimo para uma Primavera hesitante, e a carteira entrançada com a cor que se conjuga lindamente com o resto.

 

A Gaffe tenta. A Gaffe insiste em seguir as boas regras de uma digna fashion adviser.

Mas sente-se imbecil!

Da imagem recolhe apenas um etéreo e absolutamente feminino allure que se perde em sobreposições frágeis de películas que se assemelham a um bater de asas, um pequeno e perfumado bouquet que ampara o voo discreto da blusa e o ninho sem pássaros, entrançado e fechado.

Decididamente, a Gaffe não tem qualquer talento para o ramo.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe redime-se

rabiscado pela Gaffe, em 24.04.13

(Todd Jordan)

A Gaffe tem sido uma menina tonta.

Não pode, impunemente, revelar uma face mais intimista e soturna quando declara sem dó nem piedade, alto e bom som, que conduz e alimenta pedacinhos de palavras fúteis e absolutamente ocas.

Deve, tendo em conta o facto, atapetar uma Primavera quente e solarenga com texturas inusuais, com cores suavizadas e sofisticados cortes onde reina um ligeiro laissez faire, laissez passer.

A Primavera agradece e nós, meninas espertas, gostamos demasiado de mesclar o sol com aprimoradas imagens de elegâncias em tons pastel.  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Gaffe já sente a Primavera

rabiscado pela Gaffe, em 27.03.13

O Inverno passou tão depressa!

A Gaffe quase não teve tempo de sentir e de saborear os dias repletos de chuva e de vento que fazem voar memórias e guarda-chuvas, nem de se deliciar com livros lidos à lareira, guardada por almofadas e mantas de lã da Serra da Estrela.

Entra com passinhos meigos e suaves a subtil Primavera, tímida e insegura, mas com os dedos repletos de brisas diferentes e de sol mais preguiçoso no deitar.

É tempo de metamorfoses. Tempo de fazer sorrir, ainda que seja breve este sorriso, esboços de projectos e de asas. Tempo de borboletas no cabelo e de pequenos sonhos que vão abrindo os braços, prontos a abraçar tudo o que cresce.

É tempo de raparigas em flor.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor




  Pesquisar no Blog






Copyrighted.com Registered & Protected 
JIFR-J5MR-Y1XR-YACD