Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe e uma cabana

rabiscado pela Gaffe, em 06.03.17

 

No imaginário feminino há sempre um cão e uma cabana.

 

Ao contrário dos cenários que se tocam e se intersectam nesta ânsia mais secreta das urbanas raparigas, a ausência do conforto electrónico não é premissa excluída. O desejo inconfessado de uma longínqua, solitária, perdida e bucólica choupana, inclui agora uma eficaz ligação à net. A falta do restante, partindo do princípio que coabitamos com um moçoilo que preenche todos os nossos sonhos - incluindo os mais chuvosos ou intempestivos -, não consubstancia problema grave. O homem, incluído na cabana que fantasiamos, oferece uma panóplia de iguarias, manjares, guloseimas e serviços que nos dispensa qualquer outra minúcia citadina e mesmo o cão é por ele levado a passear, no amanhecer sumptuoso que se repete incansavelmente só para nós.

 

A única cautela a ter relaciona-se com a facilidade com alguns homens se confundem com caniches. 

 

Se devaneamos agora desta forma - ao contrário do sonho no passado - com esta peculiar servidão do Pai Thomas, é talvez porque nos tenham feito crer que o amor não interessa e o que realmente importa são os arredores.

 photo man_zps989a72a6.png


12 rabiscos

Imagem de perfil

De Corvo a 06.03.2017 às 20:25

A cabana e o cachorro são impecáveis.
Quem destoa e arrasa com a harmonia da coisa é o parolo...das meias brancas.
he he.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.03.2017 às 21:18

Nada preocupante.
As meias são de lã. Têm a cor da meias da Serra. A foto é que lhes entrega uma palidez inusual.
:)
Fazem "pendant" com o pêlo do cão.

Comentar post




  Pesquisar no Blog

Gui




Casa de férias

Gaffe.jpg