Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe no seminário

rabiscado pela Gaffe, em 11.04.13

Uma rapariga sente que, todas as vezes que depara com jovens noivos da Santa Madre Igreja, a atracção pelas longuíssimas batinas e alvos paramentos a leva à tentação de traçar rotas e de rumos que a levarão ao fogo (neste caso, do Inferno).

Somos pecadoras quando o proibido se cruza com o nosso desejo desde o primeiro tempo paradisíaco. A sedução do interdito recolhe em nós, raparigas espertas, terreno fértil e arranja sempre forma de eclodir.

A coragem (e sublinhemos que a coragem é, como diria a minha santa avó, o cagaço* de armas na mão) de rasgar as películas que nos separam do que nos atrai, leva-nos ao uso subtil de elementos que nos trazem o aroma do embargado, do obstruído ou do tolhido.

A fantástica blusa da imagem traz o perfume dos juvenis nubentes sacros que nos corredores de um latim granítico, abrem breviários, iluminam altares, acendem pavios e dispersam incenso.

Sentimo-nos abraçadas pelas suas orações mais reservadas.

A fabulosa saia, invoca-me, de modo surreal e pouco razoável, os estranhos aventais maçónicos, sabe Deus porquê!

Questões a discutir com a turma mais garbosa de seminaristas.

 

 *Pardon my french

 photo man_zps989a72a6.png


Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog