Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe embrulhada

rabiscado pela Gaffe, em 16.12.16
.

Sem photoshop, sem estudos imparáveis de luz, sem cuidados acrescidos dispensados por batalhões de aderecistas, cabeleireiros, maquilhadores e outras manigâncias essenciais, o que seria do produto que as gigantescas máquinas de publicidade tentam fazer acreditar que é condição imprescindível para a construção da beleza e apanágio da sedução?

 

Se a atracção animalesca de David Gandy ou se o corpo musculado e definido de Ronaldo (escoado o eterno saloio que tem dentro) dessem lugar à banalidade prosaica do homem da rua, a patética ilusão de que, usando o que eles usam, qualquer rapaz fica a ganhar milhões por temporada ou temporadas de milhões de raparigas ou, caso se trate de moça desatenta, que basta oferecer Armani ao parceiro para partilhar o capital do craque ou enlouquecer com o charme do modelo tombado nu na cama que é só dela, deixaria de surtir o efeito motivador do desejo consumista.

 

O homem da rua, banal, quotidiano, de barriguinha a despontar e de ameaças de roliços corpos sem ginásio, não é a embalagem com que o marketing inventa a próxima paixão saciada apenas na despesa.

 

Fabricam-se urgências, ambições, falhas - Roland Barthes falava de manque -, frustrações, aspirações, cobiças, ilusões, sonhos e lacunas nas vidas dos que passariam bem sem eles, mas que perante o fabricado não resistem a acreditar no que lhes é mostrado e que a felicidade depende daquilo que possuem e que se oferece em troca da compra das cuecas.

 

O bom uso de embalagens - e neste caso os vocábulos adquirem desvios interessantes -, faz com que, quem as não tem, passe a acreditar que basta possuir o perfeito laço do presente para que o mundo se deslumbre aos nossos pés e que, se não satisfizermos o despertado desejo que constroem, o resto que em nós fica é a humilhação de nos sentirmos iguais aos que connosco se cruzam pelos dias. 

 photo man_zps989a72a6.png


31 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 08:47

gostei do texto, não das fotos :D
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 09:42

Eu não resisto a David Gandy.
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 09:43

entendo :)

eu não resisto à Gemma Arterton
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 09:45

Entendo a razão.
É pena que não seja ruiva.
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 09:54

é perfeita assim.
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 10:08

:)
Contra factos, não há argumentos.
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 10:12

Fique com o seu david. Cá fico com a minha Gemma :D

Um beijo
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 11:31

É tão bom sermos optimistas!
;)
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 11:32

e termos também bom gosto :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 11:37

Eis um pormenor que não valia a pena referir. Está implícito.
;)
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 11:37

sim, mas às vezes gosto do que é explícito.
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.12.2016 às 11:41

Eu sei... tenho-o lido ...
Sem imagem de perfil

De Edmund a 16.12.2016 às 11:44

Não sei como agradecer-lhe. Isso faz-me feliz :)

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui