Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe embalada

rabiscado pela Gaffe, em 10.12.13

Anjo da Guarda 
De olhos cinzentos 
Protege minh’alma 
Da fúria dos ventos 

Anjo da Guarda 
Doce companhia 
Não deixes morrer 
A luz do meu dia 

Num alto rochedo 
Pousa a minha mágoa 
E faz com que o medo 
Se transforme em água


E quando eu partir 
Meu Anjo menino 
Dá-me as tuas asas 
Qu’eu sou pequenino
*

 

Penteia-me o cabelo com os dedos e murmura a ladainha docemente. Depois de me beijar, arranja as almofadas e ao sair o meu avô sorri e fecha as asas.

 

*Canção de embalar francesa do século XIX na tradução livre do meu avô.

 photo man_zps989a72a6.png





  Pesquisar no Blog

Gui