Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe espia as marés

rabiscado pela Gaffe, em 24.05.12

Ryan Heavyside, assim se chama o fabuloso prodígio aqui fotografado.

Deixa de interessar quem o vestiu e fotografou, quando nos aparece tão bem enquadrado, de calças de alinhado branco e de casaco marinheiro com mistura de linho e seda, solto, largo, e amplo, de rebuços grandes onde podemos pousar as lágrimas de todas as nossas tristezas fingidas e oportunistas.

A nudez, ou a desejada, que se adivinha por baixo de todo este azul marítimo pode ser substituída por uma singlet básica.

Creio que o homem português não ousa sequer sonhar com a hipótese de navegar por estas águas límpidas.

É lamentável, parolo, provinciano, patego e mínimo, o modo como se observa de soslaio, com suspeito preconceito, nas ruas de qualquer cidade portuguesa, o homem que tenta ousar, mesmo de uma forma minimal, sentir a vida e o tempo que passa com a elegância que pode ser seu apanágio.

Ryan Heavyside poderia passar incólume nas ruas portuguesas, porque traz apenso o allure do forasteiro ou o do flaneur que sobrevoa as multidões pasmadas, mas seria imperdoável e estigmatizante para o nacional cinza corrector, outrora navegante, sentir o vento liberto das abas deste casaco marinheiro, no corpo liberto de um conterrâneo seu.

 photo man_zps989a72a6.png


2 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Vic a 24.05.2012 às 20:55

Está bem, o cachopo, muito Paul & Shark. Porém, não me parece que a composição fosse das mais desdenhadas pelo parolo :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.05.2012 às 00:03

Possivelmente sim, se o corpo do "cachopo" estiver nu sob o casaco aberto.
:)

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui