Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de smoking

rabiscado pela Gaffe, em 25.05.12

Graças ao elegantíssimo Yves Saint Laurent, a silhueta feminina ousou apossar-se de uma das mais típicas peças do guarda-roupa feminino.

Usufruindo de forma inteligente deste sofisticado direito, a mulher acentuou sobremaneira a sensualidade implícita no smoking, destituindo-o daquela previsibilidade que nos fazia confundir o embaixador com o garçon (geralmente muito mais atractivo do que o alto dignitário) de sorriso perfeito e Dom Pérignon em riste.

Fornecendo-lhe um halo de mistério e de enigma, o smoking jamais possibilitou a androginia, acentuando, pelo contrário, a saborosa insolência da atitude dandy e a ondulação sensual da star que o veste com a segurança do mito e a certeza do ídolo.

Uma das peças que precisam com rigor cirúrgico as características sublinhadas pelo uso feminino do smoking, é a deliciosa traição da cor do bâton.

Emerge Dior, comme d´habitude. Evocando a aura temporal das femmmes fatales, surge Dior Addict Lip Color e, entre a paleta disponível, a cor 989 que domina o negro sedoso e, neste caso, transgressor, da peça vestida e torna a mulher na única criatura que o embaixador e o garçon vão querer beijar com a diplomacia frágil do desejo

(Dior Addict Lip Color - 28.50€)

 photo man_zps989a72a6.png





  Pesquisar no Blog

Gui