Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe a magicar

rabiscado pela Gaffe, em 22.11.18

A Gaffe esteve a magicar forma de contribuir para aligeirar o trabalho da sua querida Magda e do David que estão ocupadíssimos a contar os votos de todos aqueles que decidiram participar nos Sapos do Ano, mesmo os daqueles que acreditam que o formulário não foi submetido quando o clicaram pela milionésima vez.

Depois de uma noite bem dormida sobre o assunto, a Gaffe decidiu oferecer, para a realização da Gala de entrega dos prémios, o anexo da casa. Um coisa simples, muito dentro do simbólico.

46494540_2796678123706199_7310847289201786880_n.jp

Vai precisar que alguém sacuda os cortinados, mas não vão com certeza esperar que a Gaffe faça tudo, até porque vai estar ausente, pois a Gaffe - embora demonstrando com o gesto todo o seu fair-play -, jamais se sujeitará a humilhações…

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


11 rabiscos

Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 22.11.2018 às 11:02

Oh, pá! Agora fiquei mesmo furiosa porque me terem atirado para fora do tapete dos finalistas, mas, lá diz esse fabuloso povo, vale mais tarde do que nunca...Gaffe, já me arrependi de ter votado em si, que a concorrência é muito saudável, mas, menos!

:)
Imagem de perfil

De Gaffe a 22.11.2018 às 11:32

A propósito do seu texto de hoje - que não se pode comentar ... -, devo dizer que não acredito em ninguém que diz "treuuuze" e "fizestes". Não leio nada de quem escreve um romance a insultar uma toxicodependente: o "Madrugada suja".
Nem todas drogadas descuram a higiene.
Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 22.11.2018 às 11:58

Confesso que a minha opinião acerca de Miguel Sousa Tavares tem mudado bastante ao longo do tempo. Costumo dizer que a idade não traz só rugas e cabelos brancos. Gosto de pensar que também aporta alguma sabedoria.

Houve uma altura em que o escutava com bastante mais atenção, apesar de ter conhecido algumas pessoas que com ele privavam e me asseguravam que estava enganada em muitas coisas. Tenho o "Madrugada Suja" a ganhar pó, à espera de vez para ler, apesar de já ter saído há bastante tempo, por isso, não conheço, ainda, a obra. Mas, sim, continuo a ler as crónicas semanais, ainda lhe reconheço inteligência, em algumas questões, mesmo quando não concordo. Nunca me tinha apercebido do "fizestes", mas, na verdade, leio-o mais do que o ouço.



Imagem de perfil

De Sarin a 25.11.2018 às 03:27

Concordo com as reticências da Gaffe após aquela frase deixada cair como que fino lenço de renda: "que não se pode comentar". Fiquei várias vezes com as reticências presas nos dedos e na garganta, angustiadas no debate impossível... mas terá as suas razões, pronto, e desculpo-lhe o que não é da minha competência desculpar. (Espero que nada como o que está na base do apelo ao voto da Gaffe; também tive disso, noutra plataforma, e não me conseguiu mudar a forma de comunicar mas obrigou-me à denúncia por assédio.) Mas se reconsiderar... (vê? cá estão elas!)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.11.2018 às 09:56

:)
Eu entendo as razões da impossibilidade de permitir comentários. São tantas às vezes que apenas expomos o que somos e outras tantas o que pensamos, sem qualquer necessidade de ouvir argumentos, contra ou a favor, sábios ou tontos!

É evidente que a razão do meu "apelo" tem fundamento. Existe um, ou uma hater - aposto que é uma menina - que de vez rm quando me atira pedacinhos de lama. No entanto, tenho-a já como um querido e mimoso bichinho com um certo mau feitio que vai guinchando cada vez menos. Chega a ser uma fofa de tanto esforço que faz para acertar no alvo.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.11.2018 às 12:45

São muitos os motivos, sim, digo eu que durante anos rabisquei qualquer pedacito de papel que encontrasse apenas porque as palavras rompiam a pele sem pedirem resposta.


Tenho alguns fofinhos desses - o meu primeiro destaque nos Blogs Quentes foi conseguido por unzinho, que é como quem diz "um sozinho". Mas geralmente fazem a festa noutros blogues e não no meu - fui, aparentemente, muito convincente quando expliquei porque os publicava... Mas quando numa plataforma de discussão apenas controlamos as threads que iniciamos e nos dedicamos essencialmente a habitar threads de opinião em jornais, descobrimos que os fofinhos são gremlins e que as nossas palavras têm, em qualquer lugar (todos, ao que vi), o poder da água após a meia-noite - o próprio Freddie Kruger tentou detê-lo, mas só as forças do Império... entretanto, ganhei muita experiência a lidar com fofinhos :)
Todas ganhamos, certo? Felicidades com a sua quiduxa ;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.11.2018 às 19:35

Apagam-se as vontades, como se extingue uma hora. O tempo acaba por nos ensinar que apenas o segundo é felicidade. Num segundo, deixa de ser importante a gota de água no fio de nada dos gremlins.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.11.2018 às 21:09

Acima de tudo, depende de quão fortes nos sentimos para arrostar com tais bicharocos. Como nasci numa Segunda-Feira 14, tenho-me aguentado às Sexta-Feiras 13 que me atentam :)

Mas, cuidado!, habituarmo-nos à suja ternura de tais fofurecos pode bem levar-nos a Estocolmo; há que lhes retirar a boleia antes disso.
Porque não é engano o que a Gaffe diz: num segundo.
Imagem de perfil

De Gaffe a 25.11.2018 às 22:47

E há dias em que somos e nos sentimos de uma fragilidade imensa.

Concordo consigo, mas é curioso que o inverso também pode acontecer e o avião para Estocolmo ter apenas a fofura como passageira.
Creio que a ternura, a suja, oferece bilhete apenas aos que a usam na bagagem.
Imagem de perfil

De Sarin a 25.11.2018 às 23:01

A obsessão é obcecada, sim :)

E enquanto nos banharmos em água pura bem podem os gremlins chapinhar... às urtigas, minha cara, às urtigas porque o que lhes rareia é chá. Para a digestão, o de urtigas é muito bom.
Imagem de perfil

De Gaffe a 26.11.2018 às 10:59

Já não há chá que possam engolir. Já só conseguem ler o que deles resta, como videntes de feira trafulha.

Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog