Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe ao vento

rabiscado pela Gaffe, em 16.03.18

vento.jpg

 

Vamos todas almoçar que já não chove ao restaurantezinho que inaugurou há pouco, amoroso, mesmo ali a duzentos metros? Vamos, que já não chove! É tão fofo e tão bem frequentado! Come-se divinalmente e baratíssimo!

Vamos todas que já não chove e é giro e podemos falar dos outros!

 

E fomos todas ao restaurantezinho amoroso, que já não chove e é ali mesmo a duzentos metros.

 

Jamais conhecerei a razão que me leva a embarcar no Titanic, mesmo sabendo que a Céline Dion está lá dentro preparada para desatar aos gritos.

 

Quatro tresloucadas. Duas delas agarradas às saias, uma revoltada por se atribuírem nomes de pessoas pobres aos temporais - não há um Salvador, um Tomás, uma Benedita, uma Maria Antónia! -, e eu a tentar colar as solas dos sapatos ao chão com o cocó dos cães chiques que andam pelo ar - os cocós, pois que os cães, mesmo os chiques, não são parvos e recolheram aos seus aposentos, pese embora o restaurantezinho, a duzentos metros que já não chove, ter reserva de mesa para os ditos - cães e não cocó dos cães, pois que esse, percebi depois, era servido enfeitado com uma flor comestível.

Quatro enlouquecidas ao vento com medo de ficar sem soutiens, já que as calcinhas tinham sido estraçalhadas e, pelo que se adivinha, suspeito não ser necessário marcar a depilação tão cedo pois que o vento é de lâminas.

Quatro loucas aos gritinhos, uma para cada lado, a tentar mostrar o perfil ao lobo do vendaval que uiva e sopra nos capuchinhos vermelhos de fúria e no capachinho que passou a voar.

Quatro taradas a precisar de picaretas para espetar na corrente a tentar escalar e se possível de um míssil para, em cima dele, se atingir a porcaria do restaurantezinho a duzentos metros que já não chove.

 

Cheguei à porcaria do restaurantezinho a duzentos metros que já não chove, sozinha e como se tivesse saído de uma centrifugadora. 

 

Uma ficou pendurada no homem do leme, a outra com os dentes cravados num banco de jardim a tentar que o verniz das unhas dos pés não fosse arrancado e a terceira atracada a um poste disfarçado de matulão. Que ninguém me responsabilize pelo estado em que lhe ficou a pila.

 

Fofas!  

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gavetas:


10 rabiscos

Imagem de perfil

De Pequeno caso sério a 16.03.2018 às 19:29

Depois disto, fiquei fã da ventania.
; )
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.03.2018 às 20:40

Aposto que estás em casa, toda abrigadinha!
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.03.2018 às 23:54

Pois. Percebia-se pelo teu súbito favoritismo.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 16.03.2018 às 20:08

Que cena linda!
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.03.2018 às 20:41

Podia ter sido se não estivesse envolvida ...
Sem imagem de perfil

De Carlos Berkeley Cotter a 16.03.2018 às 21:30

Que delicioso!
O texto, a refeição desconheço.
Bom fim de semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 16.03.2018 às 23:53

Nem queira conhecer...

Comentar post



foto do autor