Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe bacteriologicamente impura

rabiscado pela Gaffe, em 22.03.19

Galp.jpg

A Gaffe nada entende de desporto. Retém apenas que é uma actividade que permite a visualização de traços distintivos e muito interessantes dos atletas e - embora digam que faz suar imenso -, que jamais se tornará perda de tempo observar Olímpia, Ολυμπία para os amigos, em todo o seu esplendor.

 

Sublinhado o facto, é de esperar que esta rapariga distinga os jogadores de futebol - por exemplo -, apenas pelas pernas e pelos rabos, e mesmo assim quando pertencem a equipas diferentes e em consequência estão a usar outfits desiguais enquanto correm e cospem no relvado.

 

É evidente que a Gaffe jamais consentiria que se aproximassem de si os amorosos grunhos que aos balcões das tascas e tabernas discutem durante horas intermináveis o ocorrido dentro do relvado e a erva dentro do ocorrido. As televisões encarregam-se desse assunto como uma dedicação, insistência e profundidade avassaladoras e, valha a verdade - honra lhes seja feita -, pagam a estes incansáveis palradores de balcão de bordel as opiniões que regam com tintol, navalha e palito ao canto da boca cheia de pastelinho de bacalhau.     

 

Convém neste momento referir que a Gaffe provavelmente irá cometer lapsos por todos os cantos, foras de jogo e penalties. Não adianta corrigir-lhos. A Gaffe está perfeitamente feliz e em paz com o mundo dos erros que comete nesta área - para além de ser esse o lado para onde dorme melhor.

    

A Gaffe é informada que um jogador de futebol de origem brasileira, mas naturalizado português, foi convidado a integrar a selecção nacional.

 

Um senhor chamado Rui Santos, debruçado ao balcão de um qualquer canal de televisão, insurge-se e borrifa e apita. O homem não devia ter sido convocado por não ser bacteriologicamente puro.  

De origem brasileira, o jogador – a Gaffe não quer saber o nome, evitem maçadas -, provavelmente tem nos intestinos bactérias a sambar que não coordenam com as fadistas.

 

A Gaffe não sabia quem era o excêntrico biólogo e admite que desconhecia que a ciência bebia shots de cachaça e vinho do Porto como quem come pipocas no cinema, mas a curiosidade apertou-lhe a lamela.

 

Foi ver, estúpida que é.

 

Pronto. Já viu e até ouviu um bocadinho.

Estúpida que é!

 

Não pensou esta rapariga tonta que tudo se relacionava com o ambiente. As bactérias que pululam as entranhas do pobre jogador foram contaminadas pela atmosfera corrompida do Brasil ou, quiçá, violadas pelo único presidente da República brasileira que ainda não foi preso - não se lhe ocorre agora o nome, vá lá a gente saber porquê!

 

Rui Santos é acérrimo defensor da pureza ambiental, interna ou externa, e é ao lado de Manuela Ferreira Leite que repreende a cachopada por tamanha irresponsabilidade: largam os gases irritantes da defesa ambiental e logo a seguir sujeitam as pessoas a chutos bacteriologicamente contaminados.

 

Felizmente a Gaffe terá Adolfo Mesquita Nunes - vereador na Câmara Municipal da Covilhã, ex-vice-presidente da Cristas e ainda coordenador do programa eleitoral do partido desta querida que já não poderá contar com ele para disputar a liderança do barzinho -, no Conselho de Administração da petrolífera Galp Energia, que será outra. Naturalmente.

 

Paula Amorim vai ver como elas mordem. As bactérias. Essas putas - puras, perdão.

 photo man_zps989a72a6.png

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 rabiscos

Imagem de perfil

De naomedeemouvidos a 22.03.2019 às 19:32

Ao contrário da Gaffe, eu fui verificar tudinho, tal foi o meu espanto com o bacteriologicamente não-sei-quê...fiquei bacteriologicamente outro tanto de coisas, nem todas simpáticas e que, pese embora a fecundidade (não será o termo) das bichas, as ditas, me coíbo de reproduzir nestas avenidas.

Já dizia o outro senhor: ele há coisas do diabo, ou lá o que era...
Imagem de perfil

De Gaffe a 22.03.2019 às 20:10

Não faça tal. A Gaffe já utiliza o vernáculo, vejo só!

Tenho um amigo que quando encontra estas ... coisas, ou coisas parecidas com a dita pelo senhor comentador, fica parado imenso tempo a olhar para o paspalho até que o aconselha:
- lê mais. Por favor, lê mais.

:D

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



foto do autor