Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe com os seus botões

rabiscado pela Gaffe, em 06.06.16

F. Vicente.jpg

Creio que todos temos na alma um pequeno botão - imagino-o vermelho, - que se tocado faz iniciar a nossa muito particular autodestruição. Desconhecemos onde está situado e por isso tacteamos quase cegos tentando que os nossos dedos não encontrem a imperceptível pressão que nos levará ao fundo ou a implodir desfeitos em poeira.

 

Somos assustados resistentes sem a consciência da ameaça, mas atentos, instintivamente atentos, à procura da sobrevivência.

 

Se tocado, o botão desencadeia o abismo.

 

Esbracejamos como náufragos e como náufragos agarramos a fúria de pensar que fomos e estamos inocentes. Tentamos respirar através da culpabilização dos outros. É o nosso pedaço de madeira a flutuar.

 

Só os Grandes, os que não trazem medida, os que não usam conta-gotas na alma, se apercebem do início do precipício e assumem a consciência do próprio pecado. Sabem que são os únicos responsáveis pela derrocada e retiram os outros das falésias antes de morrer. Ilibam os outros.

 

Desfazem-se depois, mas sem poeira.

 

Ilustração - Fernando Vicente

 photo man_zps989a72a6.png


4 rabiscos

Imagem de perfil

De Maria Araújo a 06.06.2016 às 18:50

Mas são pouco os Grandes que se responsabilizam pela derrocada , que ilibam os outros.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.06.2016 às 20:54

Por estranho que possa parecer, não são tão raros assim!
Provavelmente são incompreendidos.
Imagem de perfil

De Corvo a 07.06.2016 às 17:31

Provavelmente.
Eu estava persuadido quando os via rir, que era de felicidade por já terem encontrado um bom bode expiatório.
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.06.2016 às 20:57

Não creio.
Nunca vi um dos Grandes a rir de modo alarve.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui