Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe "cuética"

rabiscado pela Gaffe, em 17.10.16

Varão.gif

 

O que esta rapariga disse aqui é exactamente aquilo a que não se altera uma vírgula.

 

Recordemos:

 

Ninguém escreve bem sobre sexo e é horripilante quando o tentam fazer, descrevendo minuciosamente cada posição, cada gemido, cada movimento, cada alçar de perna, cada mamilo, cada coisa que arrepia, cada poema escrito com a pila, cada melodia erguida com as mamocas, cada sinfonia a quatro mãos, a quatro pés e ao que depois vier, ou o foguetório do orgasmo. O caso agudiza-se quando recorrem ao vernáculo e a expressões mais duras e cruas, convencidos que dali lhes virá força.

 

Mais se disse, mas o que importa agora é verificar que o dito carece de exemplo. Falha que agora se colmata.

A Gaffe, saltitando de blog em blog, esbardalhou-se contra aquilo a que se pode chamar uma cuesia de uma senhora que dedicava uma ode à pila do suposto companheiro de alcova - a Gaffe quer acreditar que aquilo não é um cântico ao Soldado Desconhecido.

Distanciada anos-luz de Maria Teresa Horta, a cuetisa vai descrevendo a textura, o formato, a espessura, a rigidez, o tamanho, as manipulações, as manobras e - pasme-se - o cheiro da piloca que idolatra, em rimas de primária escolha e de fácil encontro.

Ficamos com um vislumbre da pila do senhor, um esquiço trôpego, mas elucidativo, desta particular peça anatómica do com certeza envergonhado cavalheiro.

Um nojo, sobretudo quando o olfacto da senhora a leva divagar sobre as delícias proporcionadas pelo vibrar dos pêlos das cavidades nasais.

Uma imagem repelente de uma mulher obcecada por uma pila que segundo a descrição não é lavada há meses.

 

Estes escritos de índole sexual, esta cuesia pretensamente erótica, nada mais faz do que erguer, hirta e firme como uma barra de ferro, a prova do que a Gaffe afirma. Ninguém escreve bem sobre sexo. Se não se é Maria Teresa Horta ou David Mourão-Ferreira, se não passamos de criaturinhas sexualmente excitadas em súplicas de falo, devemos a todo o custo evitar a cuesia que nos transforma em patéticas obreiras de pornochanchadas convencidas que são o Bob Dylan.    

 

A Gaffe, nestes casos, prefere ler a Maria.  

 photo man_zps989a72a6.png


23 rabiscos

Imagem de perfil

De Cecília a 17.10.2016 às 11:50

credo!

revista maria, má literatura, sexo desenxabido, má libido... quase que me dava uma coisinha!

mas bastou os olhos caírem em David Mourão-Ferreira e o paraíso se fez realidade - apanhei ar fresco na avenida.

p.s. ele há tantas cuetisas a precisar que um bombeiro lhes caia em cima! a necessidade avilta as pessoas.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 12:07

Toda uma corporação seria de menos, mas por pequena que fosse talvez evitasse a escrita das "cuesias". Enquanto durasse a mangueira, evitava-se o "cuema".
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 12:38

Nunca li essa senhora, e pelos vistos nunca perdi grande coisa.
Conheço-o por tê-la visto uma ou duas vezes na televisão, e se na primeira vez ouvi-a um pouco, pela segunda mudei de canal.
Normalmente nunca faço juízos de valor pela aparência, mas essa senhora, a maneira de como fala e pelo que lhe ouvi, foi personagem que me desagradou ao primeiro vislumbre.
Não sei explicar muito bem, mas é figura nada compensadora de perda de tempo, para a minha realidade gregária; obviamente. :)
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:15

Está a falar de quem, meu querido?!
Da Maria Teresa Horta?

Se é, não a leu com a atenção devida.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 13:25

Não li, de facto.
Mas pode ser boa poetisa; como disse nunca a li e portanto não posso avaliar.
Já agora que levantou a lebre, a menina não quer ser uma simpatia e dizer onde se pode deleitar o mundo nessa obra prima de cariz erótico?
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:35

Devia ler Maria Teresa Horta. Sei que iria gostar.

Acha portanto que sou capaz de me esbardalhar publicando textos ou fornecendo links de blogs alheios?

A Gaffe não comete infracções ao bom gosto e jamais atraiçoa a elegância só porque lhe apetece ser ratazana mísera e mesquinha. Trair o bom gosto e a elegância só com material que lhe pertence e no aconchego do seu lar. E mesmo assim, salvaguardando o que eticamente deve ser protegido.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 14:01

Vou ler. Prometo!
Claro que não, nem eu me atreveria a sugerir essa baixeza, - que a mim me ridicularizaria, - a uma pessoa da sua classe e carácter.
Foi só, assim a modos de como quem apalpa avaliando para ver no que é que isto dá, que a coisa me saiu.
Enfim, releve!
Olhe, melhor! Faça de conta que eu não disse nada. :)
Então, quer dizer, isto é...vou ter mesmo de me esfalfar a procurar, não é? :)))
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 14:10

Acha mesmo que vale a pena o esforço?

Mas não tem de se cansar por muito tempo. Há uma assustadora multidão de "cuetisas eróticas" espalhadas pela net.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 14:25

Não, não vale o esforço, e penso que nem nos meus áureos tempos valeria.
Escorpião por signo e natureza; nunca os meus intensos desejos eróticos enveredaram por trilhos enlameados.
Foi só falar por falar, entrar na onda mas muito longe de querer nadar.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 14:37

Não se nada no lodo. Faz muito mal á saúde.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 17.10.2016 às 12:55


A Maria?
Ainda existe?
Bom, não imaginava que houvesse alguém que descrevesse em pormenor a piloca do seu amado, sobretudo do seu cheiro.
Cheira-me a gente depravada.
Excita-se com o que escreve.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:11

Não faço ideia!
Lembrei-me da "Maria" porque é um revisteca de referência.

Convém apertar o nariz ...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 18.10.2016 às 17:27

Eu percebi essa da Maria.
Para mim seria a revista que me viria à ideia, num caso destes.
Lembro-me de se falar nas estórias da Maria sobretudo do correio sentimental.
Acredita que só no cabeleireiro espreito essas revistas e nem sequer chego a meio?
Acredita que há "famosos" que não associo o nome ao rosto?
A maioria deles não me dizem nada.
Imagem de perfil

De Gaffe a 18.10.2016 às 18:01

Sao uma delícia as estórias dos correios sentimentais. Creio que também se fazem perguntas e as respostas são um mimo.
:)))
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 13:05

Só para si.
Acho que é melhor a menina não publicar o meu comentário anterior, nem este.
Uma pessoa tem de prestar muita atenção ao que a menina escreve para não incorrer em riscos de displicência.:)
Muito obrigado, Gaffe.

PS. Não obstante, mantenho a minha opinião sobre a senhora: é desagradável à vista, e ao olhar. :))
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:10

Publico os dois, para o menino aprender.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 13:18

Ah ah ah ah! Grandiosa Gaffe! Imparável!
Nada de mal, obviamente.
Ensina-me e ensina aos demais. Ler a Gaffe não é coisa que se faça displicentemente e toda a atenção e cuidado nunca são de mais.
Uma excelente semana.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:19

Oh!
Sou tão inocente.
Imagem de perfil

De Corvo a 17.10.2016 às 13:33

Oh, Sim!
A personificação da sagrada inocência de imaculadas vestes brancas, trajada.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 13:36

Vestes brancas, não.
A não ser que sejam Valentino.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 17.10.2016 às 15:49

Cara Gaffe,
Tendo a concordar consigo, mas não sou tão peremptório. Dê uma vista de olhos no último livro de contos do Mário de Carvalho, “Ronda das mil belas em frol” (Porto Editora, 2016). Talvez mude de opinião.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 15:59

Gosto de Mário de Carvalho. Não sou propriamente uma fã, mas admiro-o. Vou encontrar o que me sugere. Obrigada.

Referi apenas dois dos meus poetas favoritos. Como é evidente existem outros maravilhosos escritores que conseguem páginas fabulosos nesta específica área.

Mas não são "cuetas" nem "cumancistas".
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 17.10.2016 às 16:19

Neologismos muito oportunos, Gaffe, que assentam como uma luva (ou, dado o tema, talvez deva escrever “como um profilático”?) em alguns escribas que por aí andam.
Parabéns pelo blogue.
Imagem de perfil

De Gaffe a 17.10.2016 às 16:42

Os "supositórios" críticos, por muito ácidos que sejam, parecem não surtir o efeito desejado nesses escribas.

Obrigada. Saiba que sigo o seu numa atitude profiláctica.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui