Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de carrapito

rabiscado pela Gaffe, em 30.07.19

carrapito.png

O que se passa convosco, rapazes?

 

O que vem a ser aquela coisa minúscula, aquela caganita, aquele pechisbeque, aquele carrapito patético com que agora ornamentais a cabeça?!

 

Há dias em que uma rapariga consegue ignorar o botão de cabelo que amorosamente criais, mas há momentos que só apetece bater-vos com um taco de baseball nos vossos mais protegidos recantos até que aquilo se desfaça de vez.

 

Pode eventualmente ser admitido em gigantes musculados e barbudos. O corpanzil disfarça e é provável que uma rapariga se distraia com o conjunto ou que não consiga ver o bebé no topo da cabeça, mas os mais franzinos deviam abster-se de usar uma desfaçatez daquelas, embora nos pequeninos o cornicho pareça proporcionado.

O problema agrava-se quando não há cabelo que enrole e é exposto uma vassourinha minúscula, espetadinha e ouriçada, o pincel laçado do nosso verniz. Não há nenhuma criatura que vos ache inteligentes.

É o chamado preconceito piaçábico.

Para além disso, dá-vos um ar ansioso. Fica a pairar a vossa impaciência. Dir-se-ia que não aguentais esperar que o cabelo cresça para o poder prender com dignidade e o que desejo leonino que vos invade arrisca sem vergonha fazer-vos passar por idiotas capilarmente ambiciosos.

 

Não há nenhuma conversa séria que resista ao vosso pechisbeque. Ninguém consegue discutir a Teoria do Caos ou os reflexos do naturalismo na Literatura portuguesa dos fins do século XIX com um homem que tem uma coisa espetada no cérebro a olhar para nós e não adianta nada declararem que só admitem discussões de carácter artístico, porque nos apetece de imediato mandar-vos colorir de pernas no ar um livrinho com figuras geométricas.

 

A única razão para o uso de tão peculiar penteado é aquela que nos informa que talvez seja possível pendurar-vos pelo pequerrucho puxo.

 Justifica-o, mas não funciona. Uma rapariga prefere sempre pendurar um homem por outros enfeites.  

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


2 rabiscos

Imagem de perfil

De Pandora a 30.07.2019 às 22:39

Humor magistral sobre um carrapito piaçabico. Cara Gaffe, daria eu o devido desconto a adolescentes néscios que vivem a fase do "andam no mundo por ver andar os outros".
Mas eis que o universo me fez cruzar com um cinquentão lingrinhas, de carrapito na cabeça, e uma verdadeira dama de extrema elegância e bom gosto como esposa. Fiquei na dúvida se o carrapito é uma insana tentativa de parecer jovem, ou se é uma inútil e vã tentativa de parecer um guerreiro samurai, digno da tal dama. Quanto a ela, coça-me a curiosidade mórbida de saber como ainda não pegou numa tesoura e adeus carrapito.
Imagem de perfil

De Gaffe a 30.07.2019 às 23:24

Minha muito cara amiga,
É provável que a senhora não os veja. Carrapito e cavalheiro.
A outra hipótese é ainda menos agradável. O senhor esconde o secreto unicórnio que tem dentro ... ou o corno do dito.
Há fantasias que nos passam despercebidas.

Uma das formas de parecermos elegantes, sem o sermos, é saber ter ao lado um tolo, um parolo ou um néscio. A nossa melhor dieta, minha querida Pandora, é encontrar amigos gordos.
:)

Comentar:

CorretorMais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Por força maior, os V. comentários podem ficar sem resposta imediata. Grata pela Vossa presença.


  Pesquisar no Blog