Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de Cláudio Ramos

rabiscado pela Gaffe, em 09.12.15

1.png

A Gaffe está estarrecida!

Deparou-se com a prova de que é possível e mais do que provável que se possa solitário andar por entre a gente durante décadas.

Este estado de pavorosa comoção deve-se a Cláudio Ramos que a lacrimejar revelou ao mundo que não fazia ideia que era homossexual.

Trágico.

Durante mais de trinta anos ninguém teve a gentileza de lhe dizer o que toda a gente sempre soube, menos o interessado.

- Meu amor, o menino já colocou a hipótese de ser um mariconço?! É que há uma grande probabilidade da sua inclinação pelas pilas da estatuária grega não ser propriamente artística, tendo em conta que se estende ao Regimento de Infantaria n.º 5 e aos maravilhosos rabos dos GNR. - Era fácil e digamos muito humanitário, pois que, despertando a dúvida, retirava Cláudio Ramos da ignorância, impedindo que durante décadas se sentisse na obrigação de coçar as miudezas, ir ao futebol, cuspir para o chão e inadvertidamente mentir a uma mulher, mesmo que tudo isto fosse feito em tons de cor-de-rosa.     

 

É evidente que o mais que provável interesse pelas pilocas evidenciado por Cláudio Ramos no balneário da sua adolescência era tido como puramente antropológico, quiçá teológico tendo em consideração a trindade apensa ao baixo-ventre dos rapazes e mesmo o rapazinho magrinho com cara de grão-de-bico que dir-se-ia partilhar com ele o lençol de uma Ibiza intimíssima com dificuldades sérias em fechar as pernas ao amanhecer, era apenas um amigo tão, mas tão profundo, que se tornava evidente vê-los um atrás do outro.

 

Cláudio Ramos viveu trinta e tal anos a pensar que era heterossexual, o que o aproxima bastante da imbecilidade ou da inocência angélica dos deficientes mentais, e foi necessário um programazeco televisivo onde uma imitação barata de psicanalista de subúrbio convida gente a fazer fitas introspectivas, para que Cláudio Ramos se desnudasse e declarasse, após décadas de engano, que descobriu sozinho que era homossexual e que achou por bem avisar o povo que supõe parvo e interessado nas suas derivas sexuais.

 

Esta tragédia de sentirmos que há a uma enorme probabilidade de desconhecermos ou confundirmos ou baralharmos a nossa orientação sexual durante a vida toda, aflige imenso a Gaffe e permite-lhe suspeitar que Cláudio Ramos pode afinal ser também uma lésbica que toma a pílula.

 photo man_zps989a72a6.png


4 rabiscos

Sem imagem de perfil

De Paulo Vasco Pereira a 10.12.2015 às 20:28

EXCELENTE.
Um artigo que deve estar em destaque, dada a escrita e a crítica. Concordo praticamente com tudo. Acrescentaria apenas as "fitas" homofóbicas que fazem parte do currículo da personagem em causa, já na sua etapa pós "descoberta" (como se pilas não antes houvessem).
Enfim, "pensava que era hetero"... Há que estudar a lição. Penso que ele queria dizer que "sempre lutou contra a sua orientação natural, procurando ser hetero".
Abraço.
Imagem de perfil

De Gaffe a 11.12.2015 às 10:01

Não se deve lutar contra a natureza. É feio.
Sem imagem de perfil

De Paulo Vasco Pereira a 11.12.2015 às 19:35

Exatamente!
Entretanto pensei, será que, um dia destes, neste programa ou em livro, não teremos semelhante confissão por parte de um psicólogo muito assíduo na TVI?

Imagem de perfil

De Gaffe a 11.12.2015 às 20:53

Esse é tão irritante! Não entendo como consegue acreditar que ainda é psicólogo.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui