Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de Evelyn

rabiscado pela Gaffe, em 14.04.16

Evelyn McHale tinha 23 anos e acabara de se despedir do noivo. Subiu ao 86º andar do Empire State Building, onde fica o deck de observação, e atirou-se.
Deixou um bilhete no qual dizia que o rapaz seria mais feliz sem ela.

 

Não poderei ser uma boa esposa para ninguém.


O estudante de fotografia Robert Wiles ouviu o estrondo assustador e captou a cena quatro minutos depois.

Foi catalogado como O mais belo suicídio do mundo.

É uma imbecilidade o título que ostenta. É de certeza uma das mais belas fotografias de um suicida, mas o trágico absoluto não pode ser tratado com leviandade glamorosa.

A extraordinária feminilidade da suicida, a sua imensa fragilidade enluvada, o recato do gesto que segura o colar e a serenidade do rosto que parece adormecido, contrastam com a animalesca força da morte, com o desumano estilhaçar do corpo e da alma de uma rapariga que decidiu calar todas as dores.

 

Mais uma vez a dor e a morte produzem boas fotografias.

É uma brutalidade perceber que Evelyn poderia perfeitamente ser a capa da Vogue.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


2 rabiscos

Sem imagem de perfil

De PT a 15.04.2016 às 03:43

Já vi histórias sobre este suicídio, com mais detalhes inclusive. Mas não recordo bem agora as razões específicas do suicídio. Creio ter existido algo mais.

Seja como for, é, inegavelmente, uma foto bela. Quase inacreditável. Uma tragédia retratada de forma bonita?

Sabemos que é possível. Mas os nossos remorsos por o sentirmos estão lá. Tens razão... Mas há coisas mais indignas nesta nossa sociedade.
Imagem de perfil

De Gaffe a 15.04.2016 às 09:28

Não creio que haja coisa mais indigna do que directa ou indirectamente se contribuir para um suicídio.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.





  Pesquisar no Blog

Gui