Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe de Evelyn

rabiscado pela Gaffe, em 14.04.16

Evelyn McHale tinha 23 anos e acabara de se despedir do noivo. Subiu ao 86º andar do Empire State Building, onde fica o deck de observação, e atirou-se.
Deixou um bilhete no qual dizia que o rapaz seria mais feliz sem ela.

 

Não poderei ser uma boa esposa para ninguém.


O estudante de fotografia Robert Wiles ouviu o estrondo assustador e captou a cena quatro minutos depois.

Foi catalogado como O mais belo suicídio do mundo.

É uma imbecilidade o título que ostenta. É de certeza uma das mais belas fotografias de um suicida, mas o trágico absoluto não pode ser tratado com leviandade glamorosa.

A extraordinária feminilidade da suicida, a sua imensa fragilidade enluvada, o recato do gesto que segura o colar e a serenidade do rosto que parece adormecido, contrastam com a animalesca força da morte, com o desumano estilhaçar do corpo e da alma de uma rapariga que decidiu calar todas as dores.

 

Mais uma vez a dor e a morte produzem boas fotografias.

É uma brutalidade perceber que Evelyn poderia perfeitamente ser a capa da Vogue.

 photo man_zps989a72a6.png

Gavetas:


10 rabiscos

Sem imagem de perfil

De josef a 14.04.2016 às 18:16

e torna-se bem mais contagioso que o "corredor dos quinze inválidos".
Imagem de perfil

De Gaffe a 14.04.2016 às 20:03

É assustadora a forma como o desequilíbrio é capaz de reproduzir actos com esta dimensão trágica quando encadeado pela luz dos focos.

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui