Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Fernando Vicente


A Gaffe dentro da normalidade

rabiscado pela Gaffe, em 06.05.19

2a.jpg

 

Normal é vestir o que compramos para trabalhar conduzindo através do trânsito num carro que ainda estamos a pagar para chegar a tempo ao trabalho que precisamos para poder pagar as roupas e o carro e a casa que deixamos vazia todo o dia para que nos seja permitido lá viver.

 

Por tudo isto ser normal, é que precisamos de repensar o modo como lutamos por tudo o que vale mesmo a pena defender.

 photo man_zps989a72a6.png


31 rabiscos

Imagem de perfil

De Gaffe a 06.05.2019 às 22:00

Porque a menina é muito mais corajosa do que eu.

Ponto.

Acredito, no entanto, que existe uma gigantesca polémica relacionada com a forma como a ideologia, que ali é trucidada, foi introduzida no Brasil, país que lhe deu "má fama". Há imbecilidades em todo o lado, e por todo o lado, que produziram mesmo a famosa tirada da Ministra da Educação " o menino veste azul, a menina veste rosa". Foi apenas ignorância e confusão destravada acerca do assunto. Não constituiu ataque a valores ligados à igualdade entre homens e mulheres, ou coisa que o valha, como fizeram crer. Tratava-se de atacar determinada ideologia - esta e apenas esta - que é mal explicada e, em consequência, mal entendida.

É um assunto muitíssimo interessante, mas não estou suficientemente informada para o debater.
Vou tentar colmatar essa falha.
Imagem de perfil

De Sarin a 06.05.2019 às 23:05

E a outra é uma chata, irra! :D

Concordo contigo, e penso que não apenas esta questão mas também outras que são mais odiadas do que compreendidas... mas que, certamente, abalam as estruturas convencionais - o Ambiente, por exemplo, em que os temas foram sempre abordados pelo aspecto económico ("querem acabar com a indústria de XYZ e as pessoas ficam sem emprego! Dão mais importância aos animais do que aos humanos"... ...)
E chegamos à questão da Educação. Porque passa tudo por aí, com ou sem dirigentes partidários aselhas. Raciocínio+Imaginação+Experimentação resolviam muita doutrinação.
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.05.2019 às 23:31

Provoca-me sempre uma ansiedade enorme pessoas daquelas. Fico acelerada com aquele frenesim todo. Parece que existe contágio. Não sei como, mas sou levada por aquelas insurreições e toda aquela parafernália de ódios e de inflamações. Não me identifico com rigorosamente nada, mas é aquele ambiente nervoso que me aflige. Como diria o Herman, fico tensa, mesmo não sendo condensa.
:)))

Qualquer doutrinação levada a cabo desta, ou mesmo de outra forma, é sempre falha de imaginação e parca em raciocínio.

Imagem de perfil

De Sarin a 07.05.2019 às 00:09

Notei agora: ao falar em Experimentação referia-me à generalidade do Ensino, não a esta matéria em específico, valham-me os deuses que ainda causo um piripaque a alguém!!!

A doutrinação alegórica é interessante, principalmente quando levada a cabo por um senhor padre que escreve no Observador e acha ser a religião dele a verdadeira. Apesar de rezarem o mesmo terço, acho que não serão metades da mesma laranja...
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.05.2019 às 09:37

Não ouço padres.
Tenho um velhíssimo tio-avô franciscano. Ouço-o. É sábio e sedutor. Tem um sentido de humor extraordinário.
É o único que encontrei que me faz rir.
Imagem de perfil

De Sarin a 07.05.2019 às 10:31

Não os ouço. Li este. Arrancou-me um postal.
Imagem de perfil

De Gaffe a 07.05.2019 às 11:10

São homens estranhos.
:(

Comentar post





  Pesquisar no Blog

Gui